cuidador-de-idosos-para-os-avós

Você também já pensou que ter uma home care e cuidador de idosos pode ser a melhor opção para seu avô ou avó?

Você sabia que muitas vezes a opção de home care e cuidador de idosos particular é sugerida por iniciativa dos netos? Conheça 5 razões para esse novo comportamento

 

Dizem que os avós amam duas vezes, mas só quem já viveu a experiência de ter netos pode afirmar isso, o que podemos dizer é que essa recíproca é verdadeira quando se trata de contratar serviços de home care e cuidador de idosos para monitorar a saúde dos vovôs e vovós, ou seja, muitas vezes quem identifica a necessidade do idoso de ter um cuidado profissional e qualificado, num primeiro momento, são os netos.

Isso acontece, entre outros motivos, por que as gerações mais recentes além de serem superconectadas possuem um novo modelo mental que não tem mais aquele padrão familiar e cultural antigo, que até pouquíssimos anos atrás, acreditava que a obrigação de cuidar dos pais idosos era dos filhos e familiares. Os netos já entenderam que não é bem assim.

Veja 5 razões para essa mudança de paradigma que sabe a importância e benefícios de contratar uma home care e cuidadores de idosos para a família e o idoso:

 

  1.  Essa geração sabe que saúde é um bem precioso e o investimento se faz essencial para ter um serviço diferenciado em atendimento domiciliar de saúde, desde de uma equipe de cuidadores, técnicos e enfermeiros à médicos e profissionais multidisciplinares como psicólogos, fisioterapeutas, terapeutas, entre outros
  2. Os netos percebem que muitas vezes os pais, principalmente as mães, ficam sobrecarregados com as multitarefas gerando estresse e desgaste na convivência familiar e que ter uma empresa que vai oferecer flexibilidade no atendimento e irá escolher o profissional de acordo com o perfil da família
  3. Entendem que é bom quando a família não tem que se preocupar com processo seletivo, contratação e gestão do cuidador de idosos particular que ficarão em suas casas dando assistência ao idoso ou familiar, tanto para contratar o técnico em enfermagem, quando existe a necessidade de procedimentos, quanto para contratar o cuidador que além de monitorar será companhia para que o idoso não fique muito tempo sozinho e esteja susceptível à quedas ou ao desenvolvimento de doenças como depressão no idoso
  4.  Sabem que falhas nos procedimentos de rotina podem ser muito perigosas para o avô/ó e que o tratamento pode ser prejudicado, pois cada cliente monitorado tem necessidades específicas, desde horários de medicação, alimentação, banho, entre outros, quando as famílias optam pelo “rodízio” para cuidar do familiar, e passam por imprevistos, como por exemplo, congestionamento no trânsito, falta de algum medicamento ou alimento, o cuidado com o idoso fica prejudicado
  5. Entendem a importância de ter o profissional tecnicamente qualificado – Novamente, cada pessoa tem a sua demanda de cuidado específica, e quando requer de cuidados mais técnicos,  é importante ter ou o enfermeiro ou o técnico em enfermagem que foi treinado e qualificado para o cuidado e vai executar da maneira correta, desde o modo certo de levantar o paciente, as técnicas para cuidar de feridas, entre tantos outros exemplos, deixando com quem entende do assunto, as famílias certamente ficarão mais tranquilas e o paciente também.

 

Seja você neto ou não, avô ou avó, entendemos que o que importa para todos nós é segurança de que nossos familiares estejam sendo bem cuidados e preservem a saúde na longevidade.

Somos uma empresa especializada na gestão da saúde domiciliar, temos profissionais qualificados e um modelo diferenciado de atendimento, focando sempre na qualidade do tratamento e satisfação do cliente, oferecendo mais qualidade de vida para quem você ama.

Então, caso você queira saber mais ou conheça alguém que precise dos nossos serviços ligue pra gente no 31. 2514-4921.

Para saber mais, acompanhe as notícias da Cuidar Center Care para os idosos, familiares e profissionais de saúde aqui no blog e também no Facebook e fale conosco sempre que precisar!

 

Consulte seu médico. Este conteúdo não substitui a orientação de um profissional

Cuidados com idosos

Falar sobre violência contra a pessoa idosa pode ser um assunto delicado! Não é um tema que diz respeito apenas a políticas públicas e deveria interessar a todos nós, enquanto sociedade, ou que já temos algum familiar idoso ou estamos caminhando para a melhor idade.

Quando já temos idosos na família, principalmente se por diferentes razões e circunstâncias não estamos mais próximos fisicamente deles durante a maior parte do tempo (sejam pais, tios, avós, entre outros) e delegamos a função de cuidar à outra pessoa ou empresa, algumas vezes, por medo, o assunto pode se tornar um tabu e ser evitado.

Mas, é por essa insegurança mesmo que é tão importante falar sobre o tema. Muitas vezes, como familiares, não temos a segurança de que a escolha do profissional (cuidador, técnico ou enfermeiro…) foi a melhor e nem conseguimos fazer um acompanhamento deste prestador da forma como gostaríamos.

O que você deve fazer é observar quando possível, sempre conversar com o familiar idoso sobre o assunto e tomar os cuidados necessários para que a pessoa idosa esteja segura e em boas mãos (quando as famílias mesmo optam por fazer a contratação e gestão) ou estar em contato com a empresa que cuida do idoso. Essa última opção acaba sendo a mais segura e confortável.

Para muitas famílias evitarem que situações desagradáveis aconteçam aos seus familiares uma alternativa é a contratação de empresas que façam a gestão e o acompanhamento dos profissionais que são os cuidadores desses idosos.

Leia nosso artigo que fala um pouco sobre os cuidadores de idosos, entenda um pouco mais sobre o assunto e seja bastante seletivo ao contratar esses serviços. Busque empresas com experiência e capacidade para te oferecer o melhor serviço e atendimento, de acordo com o perfil familiar e as necessidades individuais do paciente que será assistido.

Somos uma empresa especializada na gestão da saúde domiciliar, temos profissionais qualificados e um modelo diferenciado de atendimento. Estamos sempre disponíveis e acessíveis focando sempre na qualidade do cuidado e satisfação do cliente. Não abra mão de Uma empresa que cuide!

Conte conosco.

Para saber mais, acompanhe as notícias da Cuidar Saúde Domiciliar para os idosos, familiares e profissionais de saúde aqui no blog e também no Facebook e fale conosco sempre que precisar!

simposio-enfermagem-cuidar

1º Simpósio de Enfermagem da Cuidar

Neste mês da Enfermagem a Cuidar Center Care realizou o seu 1º Simpósio de Enfermagem na Faculdade UniHorizontes e trouxe como abordagem principal a Espiritualidade na Saúde em sua Tridimensionalidade, com palestrantes que abordaram o assunto tanto do ponto de vista do profissional com o paciente, quanto do ponto de vista pessoal para aqueles profissionais que ali estiveram

 

Sabemos que esse conteúdo que chegou até esses profissionais poderá fazer diferença na percepção deles a respeito do atendimento e também do autocuidado. Sabemos também, que com tanto aumento de doenças psicossómaticas, entre outras patologias, falar sobre espiritualidade no contexto médico e do cuidado com a saúde é uma tendência de será cada mais debatida. Os enfermeiros e técnicos puderam receber mais conhecimento sobre a espiritualidade com referências científicas atuais.

Durante toda a programação do dia estiveram ali para o Simpósio, excelentes profissionais palestrando sobre o tema geral: médicos mostrando evidências científicas de que a espiritualidade, desde que bem direcionada poderá ajudar muito, quebrando paradigmas, que podem ser nocivos, como tratar o Deus como vilão ao colocar problemas de saúde como castigo.

E, principalmente demonstrando o quanto é importante conceituar e diferenciar a espiritualidade da religiosidade. Demonsntrando também que profissionais da saúde que têm a compreensão e sensibilidade de saber qual é o momento ou não de trazer uma notícia para um paciente, isso tudo reflete o cuidado humanizado, que olhar para o paciência com ser, que requer mais que técnica.

Muitos momentos de aprendizado, de interação e momentos de descontração! E o destaque também para a banda do Exército Brasileiro (@exercito_oficial) homenageando os profissionais prestando uma homenagem aos profissionais que estavam lá e a todos da enfermagem.

AGRADECEMOS IMENSAMENTE A CADA UM DE NOSSOS PARCEIROS! @centerhelpsaude
@UniHorizontes @cacaushowcidadejardim @agenciapocket @isabellacsbuenomk e sua equipe e ao @exercito_oficial em especial por levar tanta alegria e emoção. E também aos palestrantes @valdiceia.psi Especialista em Psicologia Clínica, Gestalt-terapia e Análise Existencial e Logoterapêuta que abordou o tema A espiritualidade na prática do profissional da saúde: desafios e oportunidades. O #PeGildésioBatista especialista na Teologia do Cuidado à Cura que abordou o tema Do cuidado à cura – Vivências.
#JulianaBaino @juliana_baino Master Coach e Consteladora Sistêmica que abordou o tema Relacionamento Interpessoal e a #IsabellaGonzalez que abordou o tema A espiritualidade no cuidado em Saúde  Por fim, ao #AlexandreAlmeidaBarra – Professor Associado de Ginecologia e Obstetrícia e Espiritualidade da Universidade Federal de Ouro Preto, Pós-doutorado em Cuidados Paliativos pelo The Christie NHS, Foundation Trust. Reino Unido UK – Mestrado e Doutorado em Ginecologia e Obstetrícia pela UFMG que abordou o tema Espiritualidade Tridimensional na saúde.

Confira algumas fotos do evento e acompanhe as nossas redes sociais:

 

cuidar saude domiciliar

10 razões para ter a Cuidar Saúde Domiciliar

Aqui, na Cuidar Saúde Domiciliar, há mais de 10 anos você já ouve e sempre vai ouvir falar  sobre os benefícios que o paciente e a família podem ter conosco.  O mercado também já entendeu que oferecer atendimento domiciliar com equipe multidisciplinar tem sido uma opção interessante e cada vez mais solicitada pelos médicos e famílias

Na Cuidar Saúde Domiciliar, acompanhamos o mercado e as informações sobre os nossos serviços, o que temos visto é que existem muitas empresas em nosso segmento e um mercado crescente, isso aumenta ainda mais a nossa necessidade de buscar melhorias frequentemente e inovar em nosso segmento. Sabemos que os detalhes fazem  a diferença para o nosso cliente, e estamos sempre atentos a isso. Com o acesso à informação é fácil encontrar tudo ou quase tudo sobre determinado assunto, te orientamos a fazer essa pesquisa também.

Um dos motivos que nos levam a deixar a nossa porta sempre aberta para os nossos clientes virem nos visitar, conhecer pessoalmente para verificar e comparar a nossa estrutura com a concorrência é o fato de sabermos que isso traz mais tranquilidade.  A nossa estrutura e profissionais dizem muito a nosso respeito, somos referenciados em Belo Horizonte e na região metropolitana da capital principalmente por nossos clientes  e temos muito orgulho em dizer isso.

Muito se tem falado sobre saúde e para quem usa os serviços domiciliares de forma emergencial ou pretende usá-los de forma planejada, o entendimento é de que ele é uma alternativa mais viável e interessante para a família e o paciente. Sabemos que ninguém gosta ou escolhe passar por situações que podem colocar a qualidade de vida e a saúde em risco, entretanto esses fatos estão aí e acometem a todos, não escolhem raça, cor, idade,  momento de vida, por isso a opção pelo atendimento domiciliar pode ser exatamente o que você está procurando ou precisando no momento.3

Há mais de 10 anos no mercado, a Cuidar Saúde Domiciliar oferece um serviço e uma estrutura totalmente diferenciada, tanto de
profissionais no domicílio, quanto equipe administrativa e estrutura física, para demandas por curto período ou demandas específicas de saúde. Fale conosco

Vamos listar algumas dicas para que você escolha a Cuidar Saúde Domiciliar:

  1. Acreditamos que a saúde é um bem valioso e o investimento se faz essencial para oferecer um serviço diferenciado no mercado, e esse é o nosso posicionamento, por isso nosso trabalho é exclusivamente particular, não atendemos a planos de saúde

  2. Traçamos e desenhamos o perfil ideal do profissional que você terá dentro de casa de acordo com a necessidade de cada família para evitar a rotatividade de profissionais

  3. Temos um rigoroso processo seletivo na escolha dos profissionais: filtramos bem o perfil dos candidatos e o seu histórico profissional

  4. Trabalhamos com monitoramento constante desses profissionais e do andamento do serviço prestado, através da nossa equipe de profissionais visitadores e relatórios

  5. Somos uma empresa maleável, pois sabemos que podem ocorrer imprevistos, incompatibilidades, por isso somos acessíveis e prontos para atender às solicitações que nos são feitas pelos clientes

  6. Oferecemos a orientação necessária ao que for pertinente ao nosso trabalho, bem como toda a estrutura física e de profissionais que você precisar

  7. Somos éticos – deixamos claro para os nossos clientes os limites de cada função entre a equipe que será enviada

  8. Tratamos nossos colaboradores com respeito, e mantemos todos alinhados num mesmo objetivo: que é ter disposição e atender com excelência ao nosso cliente

  9. Nós temos conhecimento técnico e buscamos aperfeiçoamento constante, entretanto temos claramente definido que o nosso atendimento é humano, por esse motivo tratamos à todos com carinho e respeito

  10. Oferecemos atendimento constante, estamos disponíveis 24hrs por dia, através dos nossos canais de contato, tanto para atender a novos clientes como para dar suporte ao clientes atuais.

2Somos uma empresa especializada na gestão da saúde domiciliar, temos profissionais qualificados e um modelo diferenciado de atendimento, focando sempre na qualidade do tratamento e satisfação do cliente: você investe recursos para ter e oferecer mais qualidade de vida para quem você ama. Fale conosco ou solicite um orçamento.

Consulte seu médico. Nenhuma pesquisa na internet vai substituir a orientação do profissional

Para saber mais, acompanhe as notícias da Cuidar Saúde Domiciliar para os idosos, familiares e profissionais de saúde aqui no blog e também no Facebook e fale conosco sempre que precisar!

Homenagem ao Técnico de Enfermagem

Hoje, dia 20 de maio, é comemorado o dia do auxiliar e técnico de enfermagem

Essa data foi escolhida para homenagear a primeira enfermeira brasileira que se alistou voluntariamente e cuidou de feridos na Guerra do Paraguai, Anna Nery. O técnico de enfermagem se tornou fundamental no cuidado da saúde, são eles que estão conosco, na rotina dos clientes aprendendo e ensinando sobre o cuidado.

Não cabem palavras quando percebemos no outro um exemplo de quem cumpre a sua missão

Além de palavras de valorização pelo dia, recebam nosso reconhecimento. Leiam este depoimento emocionante da profissional Anete Rodrigues de Castro, uma de nossas técnicas de enfermagem.

 

Existem profissões que são exercidas por vocação, trabalho como técnica em enfermagem há seis anos é a realização de um sonho ,pois amo minha profissão e Cuidar das pessoas é algo que prezo muito.Na maioria das vezes o paciente  acredita e espera um olhar ou uma palavra de conforto de nós profissionais.
Além de todos os procedimentos que temos q fazer na nossa rotina, sempre haverá o momento do conforto e palavra certa pra quem tanto sofre por algum momento,tenho como dedicação dar o conforto a quem precisa e faço para o próximo como gostaria que a mim ou ente querido fosse tratado.
Minha formação como técnica me fez crescer e aprender muitas coisas tanto com meus mestres é também com meus pacientes.Considero a minha profissão como uma arte de Cuidar,de se doar pró outro tanto como físico, psicologicamente.

Nessa minha trajetória estou em busca de novos desafios e aprendizado para me tornar uma profissional ainda mais capacitada na arte de Cuidar.

Abraço
Amo minha profissão ❤️
Anete Rodrigues de castro

*Depoimento publicado com autorização da autora.

Parabéns  à nossa equipe de mais 300 profissionais e à todos os demais, o nosso carinho e gratidão por estarem presentes em nossa vidas.

 

 

cuidar center care

Cuidados e dicas para hipertensão

No dia 26 de abril comemora-se o Dia Nacional de Prevenção e Combate à Hipertensão Comumente chamada de pressão alta, a hipertensão é a pressão arterial igual ou maior que quatorze por nove. Ela não escolhe um perfil determinado de pessoa, entretanto dados apontam que a pressão alta atinge pessoas adultas, na proporção de quatro para uma. No Brasil equivale a 25% em adultos e até 50% em idosos.

Responsável por parte dos derrames, infartos e insuficiência renal terminal, é de extrema importância que as informações e tratamento adequado sejam dados aos hipertensos para diminuir esses dados alarmantes com o controle.

Porque a pressão aumenta?

Existem diversos motivos, mas a principal causa é atribuída aos vasos que se contraem e prejudicam a circulação sanguínea. Imagine que você ligou uma fonte para circular água por um cano, mas ele está entupido ou com alguns entulhos prejudicando a passagem por ele, no corpo é mais ou menos assim, a pressão automaticamente aumenta interiormente quando o coração faz o bombeamento do sangue para as veias.coração

Se a minha pressão aumentar o que pode acontecer?

Alguns órgãos do corpo podem ser afetados com a hipertensão que são: cérebro, rins, vasos e coração, em cada uma dessas partes consequências diferentes podem ocorrer: nos vasos pode levar do entupimento ao rompimento, nos rins prejudicar a filtração e até o funcionamento deles, caso atinja o cérebro pode provocar o derrame cerebral. E no coração a angina que pode levar ao infarto.

É de extrema importância que os hipertensos façam o tratamento correto para evitar consequências graves, sempre acompanhado e orientado pelo médico.hipertensao

10 Cuidados contra a hipertensão

  1. Evite o estresse
  2. Tenha lazer e momentos felizes com quem você ama
  3. Faça a aferição da pressão periodicamente
  4. Faça exercícios físicos com frequência diária
  5. Busque uma alimentação saudável e o mais próximo do natural, evite embutidos, industrializados
  6. Controle e evite o sobrepeso
  7. Não consuma bebida alcoólica
  8. Não fume
  9. Não interrompa o tratamento
  10. Tenha profissionais da saúde qualificados para te atender e orientar no seu caso específico.

Somos uma empresa especializada na gestão da saúde domiciliar, temos profissionais qualificados e um modelo diferenciado de atendimento, focando sempre na qualidade do tratamento e satisfação do cliente: você investe recursos para ter e oferecer mais qualidade de vida para quem você ama. Fale conosco ou solicite um orçamento.

Consulte seu médico. Nenhuma pesquisa na internet vai substituir a orientação do profissional

Para saber mais, acompanhe as notícias da Cuidar Center Care para os idosos, familiares e profissionais de saúde aqui no blog e também no Facebook e fale conosco sempre que precisar!

 

Tudo o que você precisa saber sobre cuidador de idosos

Idosos ou pessoas de qualquer idade podem requerer necessidades específicas de apoio e cuidado familiar.  A profissão de cuidador de idosos tem sido cada vez mais requisitada pelas famílias e cada vez mais valorizada pelo grau de importância que tem sido identificado. Ter esses profissionais dando suporte e apoio muitas vezes em certos momentos da família é de grande importância.

Hoje esse setor no mercado mineiro é estatisticamente de idosos que em maior número apresentam um quadro de Alzheimer, leia mais sobre a doença aqui. E o cuidador não será apenas uma pessoa para estar perto, existe o preparo técnico e o perfil de cuidador ideal para cada situação.

Cuidador de idosos ou acompanhante é a pessoa que estará mais tempo dentro do ambiente familiar ou no local em que estiver instalada a pessoa idosa. Existem basicamente duas opções para a contratação deste profissional: a família assumir toda a responsabilidade pela contratação e gestão dos profissionais, escala, processo seletivo, orientação ou a família contratar uma empresa especializada na gestão do cuidador domiciliar e desses profissionais, que além de cuidadores terá uma equipe de enfermeiros para o monitoramento do atendimento e também os demais profissionais que forem requisitados pela família.

Lembrando que o cuidador também precisa ser ouvido, ele também tem vida própria, tem família, tem problemas e ele não pode levar isso para as famílias, precisa de reconhecimento e ele também passa pelos mesmos problemas que todos nós passamos, aí entra o nosso trabalho de gestão. Então, caso a família opte por fazer a gestão desse profissional é importante que ela se lembre disso e escolha profissionais com boa formação técnica, qualificação, e não menos importante vocação e talento.

Para ser um cuidador de qualidade é preciso ter e aprimorar o dom de olhar para o outro e perceber aquilo que muitas vezes não é dito. É preciso ter amor e valorizar a vida. E também usar a empatia.

Na prática, quando as famílias têm afinidade com a equipe o trabalho flui de maneira muito mais eficaz. O cliente fica satisfeito e para o cuidador a sensação de dever cumprido.

idos vovo felizMuitas vezes quando a família resolve assumir todo o cuidado por conta própria em casa, ela acaba gerando outros diversos problemas que poderiam ter sido evitados, falamos mais sobre isso aqui. Para situações em que o cliente precisa de mais atenção é sempre mais interessante contratar quem possa fazer isso.

A economia que se pretende fazer muitas vezes não compensa, é o barato que sai mais caro, e não apenas monetariamente, mas por estresse gerado e discordância familiar, sem contar que alguém sempre ficará mais sobrecarregado.

Chamados de acompanhantes ou cuidadores, esses últimos são mais associados aos cuidados da saúde e em tempo permanente ou mais duradouro no lar, mas eles também fazem atividades da rotina acompanhando o paciente em suas tarefas e demandas que forem acordadas com as famílias, já os acompanhantes são mais relacionados à demandas pontuais e de curto período, mas são sinônimos. Fizemos um texto falando sobre cuidadores e acompanhantes, leia aqui.

É importante dizer também que o número de empresas do segmento tem aumentado, mas é muito importante ser bastante seletivo na escolha, pois é importante entender o que você precisa e quem realmente vai poder ajudar e dar todo o suporte de forma eficaz. Conheça melhor sobre a nossa empresa, entre em contato conosco:31. 2514-4921 | 31. 97531-0259 (24h)

Na Cuidar Center Care trabalhamos exclusivamente com atendimento particular. O nosso diferencial está na qualidade de rapidez no atendimento e no tempo de mercado. Somos referenciados entre os nossos clientes e parte do corpo médico de destaque em Belo Horizonte e região. Se, por exemplo, o cuidador tem algum imprevisto e não pode ir trabalhar, nós fazemos todo o remanejamento na escala, temos estrutura e pessoal para atender a esse tipo de imprevisto, que é normal e pode eventualmente acontecer.idosa com cuidadora saindo do hospital

Sobre os nossos processos seletivos na escolha do profissional, as informações precisam ser levantadas de forma criteriosa, pois a relação entre as três partes: gestão/cuidador/família apesar de ser estritamente profissional é uma relação muito próxima e tudo precisa ser estabelecido criteriosamente para que as partes se entendam. Então durante as etapas muitas vezes são identificados e aplicados os ajustes.

Enfim, alinhados com o mesmo objetivo que é cuidar do paciente com qualidade e disposição e tirar a sobrecarga da família, contratar uma empresa para fazer a gestão e ter esses cuidadores em casa pode ser bastante reconfortante. Fale conosco ou agende uma visita e vamos conversar. Teremos uma enorme satisfação em atende-lo.

Se você já percebeu a necessidade dos nossos serviços solicite o seu orçamento. É rápido e faremos contato com você!

Consulte seu médico. Nenhuma pesquisa na internet vai substituir a orientação do profissional

Para saber mais, acompanhe as notícias da Cuidar Center Care para os idosos, familiares e profissionais de saúde aqui no blog e também no Facebook e fale conosco sempre que precisar!

 

familiar-estressado-cuidando-de-parente

5 problemas gerados pela insegurança de não saber se está cuidando do familiar corretamente

Neste post vamos falar um pouco sobre os principais problemas que afetam o paciente e familiares quando o cliente requer mais atenção e tem demandas diferenciadas  e a família opta pelo atendimento e cuidado por conta própria

Como já sabemos, o número de idosos é cada vez maior, além disso o número de pessoas que optam pela desospitalização também tem crescido, e nesse caso não se trata apenas de pessoas idosas, cada dia se torna mais comum a desospitalização nos mais diversos perfis, como pós-cirúrgico, pós-parto, demandas temporais e específicas,  são situações em que ao invés de continuar internado, a família e o cliente que requer os cuidados optam por tê-los em casa e acabam tendo alguns problemas. Nós já falamos um pouco sobre desospitalização e home care neste link.

É mais interessante o esforço financeiro que pode ser viabilizado pela conformidade e união dos familiares arcando com as despesas financeiras, do que o desgaste familiar gerado na tentativa de economizar.

Abaixo,  vamos listar quais são os principais problemas que afetam os pacientes e familiares que optam por darem continuidade no tratamento em casa, sem ter o apoio de profissionais:

  1.  Estresse familiar –  O principal problema gerado para a família é com certeza o estresse familiar, muitas vezes
    somos abordados com familiares que chegaram no limite ao fazerem o rodízio para o cuidado com o paciente em casa, e realmente isso tende a ser muito estressante, pois nos envolvemos mais facilmente emocionalmente quando se trata de um familiar, então o ideal é que você tenha profissionais que irão te atender e entender melhor a sua demanda, evitando atritos familiares e sobrecarga emocional,
  2. IDOSO PENSATIVOTristeza e impaciência do paciente –
    Do outro lado, o paciente também muitas vezes fica se sentindo um peso, quando o cuidado precisa ser mais prolongado por mais tempo, isso afeta suas emoções, e ele pode ficar consequentemente mais impaciente e até prejudicar o tratamento. Leia aqui nosso artigo sobre as principais áreas afetadas frente uma problema de saúde,
  3. Falta de organizaçãosobrecarga-com-tarefasCom o acúmulo de tarefas que normalmente já temos em nosso rotina a inclusão de mais essa atividade , que exige muita atenção e cuidado, acaba influenciando em toda a rotina da família, isso pode ser evitado e o tempo que o familiar for passar com paciente cuidado ser de mais qualidade para ambas as partes,
  4.  Tratamento incorreto – As pessoas que estão no popularmente chamado “rodízio” para cuidar do familiar, muitas vezes passam por imprevistos, ou é o trânsito, ou se esquecem de comprar algum medicamento ou alimento que era preciso, com isso o tratamento do paciente fica prejudicado, por isso tanto a contratação como a escolha correta do perfil do profissional se torna muito importante, fizemos um texto que fala sobre os primeiros passos na contratação de um cuidador, se quer saber mais sobre isso clique aqui. É fundamental que ele seja seguido rigorosamente para que se obtenham melhores resultados,
  5.  Falta de técnica – Outro grande problema que as famílias encontram são as dúvidas quanto ao que fazer em determinadas situações. Nós somos especializados e podemos te ajudar. O profissional que trabalha com o cuidado da saúde, seja cuidador, técnico, enfermeiro ele foi treinado e qualificado para exercer tal função, então existe o modo certo de levantar o paciente, existe técnica para cuidar de uma ferida, entre tantos outros exemplos, deixando com quem entende você certamente ficará mais tranquilo e o paciente também.

Esses são alguns exemplos de problemas que são enfrentados pelas famílias, sabemos que existem outros. Então, caso você precise ou conheça alguém que está passando por esse e outros tipos de conflito familiar em função de uma circunstância, ligue pra gente no 31. 2514-4921 ou entre em contato conosco aqui.

Somos uma empresa especializada na gestão da saúde domiciliar, temos profissionais qualificados e um modelo diferenciado de atendimento, focando sempre na qualidade do tratamento e satisfação do cliente: você investe recursos para ter e oferecer mais qualidade de vida para quem você ama.

Consulte seu médico. Nenhuma pesquisa na internet vai substituir a orientação do profissional

Para saber mais, acompanhe as notícias da Cuidar Center Care para os idosos, familiares e profissionais de saúde aqui no blog e também no Facebook e fale conosco sempre que precisar!

dicas-para-idosos-carnaval

7 Super dicas após feriado para idosos

Listamos algumas dicas neste post para você que vai aproveitar os feriados de 2019  mas depois estará de volta à rotina. Também vamos te desafiar: Pense sobre o que você pode fazer melhorar a retomada da sua vida diária, depois do feriado?

Feriado é assim, alguns idosos gostam de participar de bailes em locais fechados, outros escolhem ficar em casa descansando, uns viajam com familiares para a praia, outros gostam de ir para o interior, àqueles que assistem à filmes ou inserem uma maratona de séries da Netflix.

Independente da escolha feita, o que a maioria de nós já sabe ou que pode verificar nas mídias é que a cada ano aumentam o número de idosos ativos que participam do carnaval, esse carnaval de rua mesmo, com bloquinhos e muita animação e para vocês fizemos esse post. Confiram nossas dicas!

Já existem inclusive blocos específicos desse público que marcam presença nas capitais, como o bloco as Poderosas do Janga, assista a matéria clicando aqui e se inspire para o próximo evento.

Atividades lúdicas assim são muito interessantes para os idosos e podem ser muito benéficas e saudáveis também, podem inclusive ajudar a prevenir depressão, trazer de volta a socialização, criar novos amigos, e ressignificar o momento da vida, entre outras diversas vantagens. Então, participar desses eventos é indicado, desde que feitos com moderação e também com o parecer do seu médico.

Acabou, e agora? Passados os dias de agito, em que o corpo entrou num outro ritmo é hora de voltar à rotina, por isso preparamos 7 dicas super úteis para o pós carnaval e para os próximos  feriados para que você, idoso ou não, pode aplicar a partir de hoje em sua vida! Confira e aproveite:

  1. A primeira delas é: tome bastante água – Repor os líquidos é fundamental depois dos dias de folia
  2. Descanse – Cada um tem um ritmo, e para os idosos apesar sabermos que o ritmo tende a cair é comum notarmos diferenças entre o pique de cada um. Independente da intensidade com que você tenha curtido a festa, a dica é: descanse, descanse e descanse
  3. Retome o uso dos medicamentos nos horários corretos – Sabemos que na folia, apesar da contra indicação, o horário de tomar os medicamentos pode não ser seguido rigorosamente. Estamos de olho, viu! Então, para o próximo feriado fica a dica: se programe para não ter falhas nos horários. E, para quem falhou um pouco neste feriado a dica é: retome o uso dos remédios dentro dos horários e seja constante em seguir as orientações médicas
  4. A mesma dica de medicamentos vale também para alimentação: Descuidou de sua dieta alimentar? Retome sua dieta e se alimente nos horários corretos
  5. Aproveite que o ritmo do corpo e mente deu uma elevada e insira a prática de alguma ou de mais uma atividade física em sua rotina. Se não pratica nenhuma atividade, pode começar caminhando. Se você já faz natação, comece a caminhar, se já faz yoga inicie a natação. Existem inúmeras possibilidades. Busque orientação médica, experimente e descubra qual opção trará mais benefícios para sua saúde e prazer para você
  6. Lembre-se de alongar antes da atividade física! O alongamento é importante para preparar o corpo para os movimentos que as atividades físicas exigem. Conte com a ajuda de profissionais da saúde e estique-se!
  7. Esta última dica vale ouro: Não deixe para viver e se divertir com o seu vigor e plenitude da idade apenas em feriados: Escolha suas atividades prediletas, programe seus horários e se divirta com moderação ao longo de todo ano. Isso trará longevidade para você

calendario-cuidador

Precisa de ajuda em sua rotina de saúde? Podemos te ajudar em diversos níveis, desde os mais simples (como tomar os medicamentos em horários corretos, ter uma alimentação restrita e feita seguindo às orientações médicas, ter uma companhia para sua rotina diária) como em níveis mais complexos. Faça um orçamento conosco. 

A forma como o novos idosos estão vivendo hoje, é totalmente inovadora e diferente do que a vida que os idosos de épocas passadas. A mentalidade, o acesso a informação e tecnologia e as mudanças nos valores e modo de viver refletem esse novo comportamento.

Por isso, seja assim, semeie e busque uma longevidade saudável! Seja sábio, com o tempo temos limitações que devem ser respeitadas, só não se limite a ser feliz!

E lembre-se, faça o seu planejamento para próximos feriados, se divirta com moderação e se precisar dos nossos serviços, vamos conversar. 

Para saber mais, acompanhe as notícias da Cuidar Center Care para os idosos, familiares e profissionais de saúde aqui no blog e também no Facebook e fale conosco sempre que precisar!

 

Ligue 31. 2514-4921 | 31. 98356-2303 (24h) ou fale Conosco 

Tenha profi­ssionais de saúde capacitados para o cuidado de idosos em períodos curtos, como férias e fi­nais de semana; acompanhamento pós-cirúrgico; e atendimento domiciliar para a realização de procedimentos.

Consulte seu médico. Nenhuma pesquisa na internet vai substituir a orientação do profissional.

 

cuidador acompanhando idosa

Cuidadores e acompanhantes, você sabe o que são?

Cuidadores e acompanhantes serão figuras importantes para quem quer aproveitar os feriados deste ano. Com o carnaval chegando, e ao longo de 2017 teremos muitos outros feriados que poderão ser prolongados. Você já planejou como serão seus dias de folga?

Você já deve ter ouvido falar no trabalho dos cuidadores de idosos,  crianças, de bebês, enfim cuidadores de pessoas. É comum as pessoas ficarem na dúvida se cuidador é a mesma coisa que acompanhante.

Ter alguns dias para descansar, seja em férias ou feriados é um sonho para muitas pessoas, sabemos que algumas vezes ficamos bem mais que doze meses sem nos “desligar” da rotina, porque sempre alguma circunstância nos faz adiar esse tempo necessário de descanso por anos, o que não é nada saudável, pois todos precisamos respirar de vez em quando.

Em algumas situações com nossos clientes,  temos idosos, crianças e até bebês em casa, e o coração de quem quer sair por alguns dias parece que vai partir de preocupação por não terem segurança ou um pessoa confiável para deixar cuidando do seu familiar. Você sabia que hoje existem empresas que fazem exatamente esse tipo de serviço?

Veja nossas condições e solicite um orçamento

Cuidadores são acompanhantes?

Para nós da Cuidar Center Care, cuidador e acompanhante podem ter o mesmo significado, que é uma pessoa que vai auxiliar, monitorar, acompanhar e ajudar outra. O que varia são as atividades a serem desempenhadas por esse profissional, combinadas previamente. Temos outro texto falando sobre as vantagens na contratação de uma empresa para fazer a gestão da saúde domiciliar.

http://cuidarcentercare.com.br/wp-content/uploads/2017/02/acompanhamento-hospitalar

Os cuidadores muitas vezes têm uma conotação diferente de acompanhantes por serem muito associados aos cuidados da saúde, entretanto eles também fazem outras atividades que não são tão restritas a esse tema, como caminhada com o paciente e atividades junto com o paciente sendo uma companhia porque o paciente gosta de fazer determinado tipo de atividade e é sempre melhor que não esteja solitário, por exemplo, algum tipo de artesanato, como bordado ou crochê, pode também acompanhá-lo em algum tipo de evento, como grupo de dança ou natação e até acompanhá-lo para consultas médicas.

Ao mesmo tempo os cuidadores também poderão auxiliar no banho, no monitoramento dos horários da alimentação e de usar os medicamentos, tudo vai depender das condições e rotina do paciente que são identificadas no início do processo de contratação dos nossos serviços.

2017 será um ano de muitos fins de semana prolongados

Se você parar e pensar um pouco, com um planejamento bem feito você pode se programar e investir naquela viagem ou passeio que já gostaria de ter feito há algum tempo, ou até mesmo optar por viagens curtas, mais simples e viáveis, mas não menos interessantes e oportunas para o descanso.

Aqui, na Cuidar SaúdeDomiciliar oferecemos aos clientes opções de contratação de cuidadores, de acordo com o perfil que for solicitado. Oferecemos todo suporte e monitoramento, além de fazer toda a gestão dessa equipe. Tudo isso para que você possa viajar sossegado.

Além disso, esse tipo de serviço não é contratado apenas para feriados, você pode contratar nossos cuidadores para acompanhamentos diversos, seja para alguma consulta médica, passeios, caminhada, eventos, entre outros.

Hoje, para o perfilhamento dos cuidadores que serão selecionados consideramos algumas opções: acompanhar pessoas que possuem total autonomia para a realização de suas atividades e rotina mas que não se sentem seguras para realizar atividades externas, acompanhar pessoas que possuem uma autonomia para suas atividades mas que apresentam um pouco de limitação e estão mais sujeitas por exemplo, a algum esquecimento, apesar de ainda apresentarem suas faculdades mentais em bom funcionamento. Para essas pessoas que não tem total autonomia ou que está entrando num processo de dependência para certas atividades a opção de contratar cuidadores tem aumentado a cada.

Essa contratação não precisa ser feita apenas pelo familiar, se você, está lendo este texto e se encontra nesta condição ou conhece alguém amigo ou familiar com este perfil comente sobre este nosso serviço. Certamente poderá ser uma opção muito interessante.

calendario-cuidadores

Aproveite e faça o seu orçamento agora. Confira a lista com mais de 10 dos feriados de 2017:

  1.  27 de fevereiro (segunda-feira), Carnaval – facultativo;
  2. 28 de fevereiro (terça-feira), Carnaval – ponto facultativo;
  3. 1º de março, quarta-feira de Cinzas – facultativo até 14h;
  4. 14 de abril (sexta-feira), Paixão de Cristo – nacional);
  5. 21 de abril (sexta-feira), Tiradentes – nacional;
  6.  1º de maio (segunda-feira), Dia Mundial do Trabalho – nacional;
  7. 15 de junho (quinta-feira), Corpus Christi – facultativo;
  8. 7 de setembro (quinta-feira), Independência do Brasil – nacional;
  9. 12 de outubro (quinta-feira), Nossa Senhora Aparecida – nacional;
  10. 28 de outubro (sábado), Dia do Servidor Público – facultativo;
  11. 2 de novembro (quinta-feira), Finados – nacional;
  12. 15 de novembro (quarta-feira), Proclamação da República – nacional;
  13. 25 de dezembro (segunda-feira), Natal – nacional.

Ligue 31. 2514-4921 | 31. 97531-0259 (24h) ou fale Conosco e agende uma visita

Tenha profi­ssionais de saúde capacitados para o cuidado de idosos em períodos curtos, como férias e fi­nais de semana; acompanhamento pós-cirúrgico; e atendimento domiciliar para a realização de procedimentos.

Veja também alguns procedimentos e serviços domiciliares complementares que realizamos:

  • Sondagens,
  • Administração de medicamentos: IM (intramuscular),IV (intravenoso) e SC (subcutânea);
  • Tratamento de feridas e curativos;
  • Lavagem intestinal (ex.: clister);
  • Glicemia capilar entre outros procedimentos.
  • Aluguel de Equipamentos (Médico Hospitalares) e aluguel de oxigênio
  • Remoção (Ambulância Básica e UTI)
  • Terceirização de mão de obra

Para saber mais, acompanhe as notícias da Cuidar Center Care para os idosos, familiares e profissionais de saúde aqui no blog e também no Facebook e fale conosco sempre que precisar!

Consulte seu médico. Nenhuma pesquisa na internet vai substituir a orientação do profissional

antibioticoteraia-e-infeccao-hospitalar

Infecção tratada com antibioticoterapia e cuidado

Você certamente já ouviu falar sobre o que é a infecção hospitalar e antibioticoterapia. Vamos te explicar melhor sobre o assunto e dar dicas de como evitá-la

Qualquer pessoa pode ser vítima de infecção, porém ela é mais comum em pacientes com sistema imunológico em baixa ou que usam o mesmo antibiótico por muito tempo, pacientes entubados, e os que fazem uso de sondas ou cateteres. Infecção hospitalar é a proliferação de microrganismos (vírus, bactérias, protozoários ou fungos) no corpo do ser humano que acontece com grande frequência, como o nome diz, dentro dos ambientes hospitalares.

antibioticoterapia

Porém, esses microrganismos multirresistentes podem ser encontrados tanto em ambiente hospitalar quanto fora deste contexto. Entretanto, como dentro de hospitais a proximidade com outros pacientes doentes é maior, e ficando muitas vezes por longa permanência internados, esses pacientes também podem virar colônia para bactérias mais resistentes, ou seja, o risco pode ser bem maior. Inclusive, este é um dos grandes desafios para os hospitais: o controle de infecções.

O diagnóstico é feito das seguintes formas:

  • Observação geral e clínica do paciente,
  •  Monitoramento e análise do prontuário,
  • Análise de exames laboratoriais.

Antibioticoterapia para tratar e prevenção para não proliferar

O uso racional e bem orientado dos antibióticos podem trazer inúmeros benefícios para a vida dos pacientes em tratamento, isso para qualquer faixa etária, inclusive idosos. É comum acontecerem casos de infecção hospitalar, apesar das medidas que tem sido tomadas com o objetivo de diminuir cada vez mais as estatísticas. Para evitar, é importante que sejam tomadas algumas medidas, entre elas:

  1. O isolamento de pacientes portadores de infecção é uma das formas de se prevenir a proliferação,
  2. Processos de desinfecção e limpeza corretos para diminuir as chances de desenvolvimento dos microrganismos,
  3. A higienização correta das mãos, tanto no modo de fazer quanto na frequência são fundamentais para se evitar infecção. Te ensinamos como deve ser feita a limpeza correta logo abaixo! Continue lendo

Leia mais

alimentacao saudavel previne diabetes

Entenda tudo sobre o diabetes

Diabetes é uma doença silenciosa que muitas vezes é desenvolvida devido a maus hábitos alimentares

Diabetes, ou  síndrome metabólica de origem múltipla, ou também conhecida como Diabete Mellitus pode estar associado a problemas genéticos, a uma falta de bons hábitos alimentares e a gestação (por mais surpreendente que seja). Entretanto, devemos ressaltar que os sintomas apresentados neste texto, podem se referir a outros tipos de doenças também, por isso, qualquer diferença em seu corpo, ou se notar diferença no comportamento de um familiar, vá ao médico ou converse com o seu familiar para realizar um checkup mesmo que você (ou seu familiar) não goste de médicos (vamos falar sobre isso em breve).

Como se desenvolve?

pancreas

Como seu pâncreas funciona

O seu pâncreas é responsável por produzir um hormônio chamado insulina que tem como missão levar o açúcar presente em seu sangue para as suas células. Esse açúcar, será fonte de energia para suas células, por isso, o pâncreas precisa funcionar corretamente. Porém, pode acontecer por fatores genéticos, que o seu pâncreas não consiga produzir a insulina suficiente para levar este açúcar às células, ou ainda, que você consuma muito açúcar diariamente e a quantidade de insulina produzida por você não seja suficiente para conduzir este açúcar produzido em grande quantidade para o seu sangue então, a partir daí seu corpo começa a rejeitar a insulina. Nestes dois casos o final é sempre o mesmo: a açúcar aumenta em seu sangue e então você desenvolve o diabetes.

Algumas pessoas acreditam que diabetes é sempre o mesmo, porém, o diabetes pode se apresentar de três maneiras distintas: Diabetes tipo I, Diabetes tipo II e ainda a Diabetes Gestacional. É importante ainda falar em um estágio extremamente importante chamado Pré-diabetes.

O que é a Pré-diabetes?

saude

A prevenção está na alimentação

A pré-diabetes é um estágio entre você continuar a viver uma vida saudável ou você desenvolver a doença. Este estágio é comum na no tipo II da doença (que falaremos mais a frente) e é definido da seguinte forma: quando as taxas de açúcar no sangue estão muito altas, geralmente a pessoa é enquadrada, como diabético, tendo que seguir um tratamento à risca para que não venha a desenvolver mais problemas (lembre-se que o diabetes pode ser fatal).
Entretanto, se as taxas estiverem altas, mas não o suficiente para classificar o indivíduo como diabético, ele se enquadra no que é determinando pré-diabetes. Entretanto, estes casos só acontecem no tipo II, por que no tipo I, os sintomas são outros.

Nós, da Cuidar Center Care – Saúde Domiciliar, podemos te auxiliar. Somos uma empresa com muita experiência, atendemos em Belo Horizonte e algumas regiões do Brasil, com clientes satisfeitos e que retornam novamente com outros familiares, o que é para nós motivo de muito orgulho. 

Uma das atividades realizadas por nós é de auxiliar o paciente na alimentação saudável que será feita nos horários rigorosamente, conforme for orientado pelo nutricionista. Nosso time é formado por cuidadores qualificados que são acompanhados também por enfermeiros e também a equipe multidisciplinar. E veja, como pode ser importante e bom ter alguém ao seu lado para te ajudar, ou ao lado de algum familiar que esteja precisando desse suporte.

Conheça os tipos de diabetes

Diabetes Tipo I

O diabetes tipo I, ocorre quando a produção de insulina não é suficiente para conseguir levar o açúcar presente no sangue para as células. O que acontece é que o pâncreas perde a capacidade de produzir a insulina, devido a um problema que ocorre com o sistema imunológico do paciente onde os anticorpos, que são as células que protegem o nosso corpo, acaba por atacar as células que produzem este hormônio.

Insulin dependent Diabetes patient abdomen injection

Insulinodependente aplicando o hormônio (insulina)

 Isso acontece por que os anticorpos não reconhecem estas células como parte do organismo e sim como um corpo estranho. E os portadores da doença, podem chegar a precisar de injeções diárias de insulina para que o organismo continue a manter os níveis de açúcar no sangue normais. Este é o tipo de diabetes que pode ser diagnosticado em qualquer pessoa, porém sua incidência é com crianças, adolescentes e adultos mais jovens.

Diabetes Tipo II

Diferente do Diabetes Tipo I que é um problema genético, o diabetes tipo II está associado à forma como você leva a sua vida. Se você pratica atividade física e possui uma boa alimentação, você consegue evitar que esta doença apareça. A diabetes tipo II funciona da seguinte forma: primeiramente é importante entender que o portador de diabetes tipo II, consegue produzir insulina. E a diferença está necessariamente como o corpo metabolizará a glicose que a principal fonte de energia. O paciente portador da doença no tipo II, enfrenta uma resistência à presença da insulina ou ainda não produz insulina suficiente para que os níveis de glicose no sangue fiquem normais. E o que acontece é que se o corpo não consegue produzir insulina suficiente ou resiste à insulina, a glicose em vez de ir para a célula, fica no sangue.

Diabetes Gestacional

A diabetes mellitus gestacional ou intolerância à glicose na gravidez, acontece quando existe uma condição de hiperglicemia, que acontece quando o aumento dos níveis de glicose aumentam no sangue. Este tipo de diabetes não se sabe muito bem como ocorre, porém entende-se que devido a uma maior concentração de hormônios durante a gravidez, causa prejuízos a ação da insulina, fazendo com que em alguns momentos, a glicose esteja um pouco mais alta. Esta condição acontece geralmente em 4% das gestações e basicamente ela se cura logo após o parto. Porém, a mulher que teve diabetes gestacional está propensa a desenvolver o diabetes tipo II ao longo da vida. Assim, o acompanhamento com o médico se torna extremamente importante.

Clique aqui entre em contato conosco e agende uma visita.

E os sintomas do diabetes?

diabetes

Cuide do seu corpo

O diabetes tipo 1 possui sintomas bem definidos e que aparecem rapidamente quando o problema se instala. São eles:

  • Vontade de urinar diversas vezes ao dia;
  • Fome frequente;
  • Sede constante;
  • Perda de peso (em alguns casos ela ocorre mesmo com a fome excessiva);
  • Fraqueza;
  • Fadiga;
  • Nervosismo;
  • Mudanças de humor;
  • Náusea e vômito.

Ainda podem ser sintomas de diabetes Tipo I, pele avermelhada quente e seca, dor abdominal, respiração rápida e profunda, dificuldades para acordar. Todos estes sintomas podem aparecer quando se fala de diabetes tipo I.

No diabetes tipo II, os sintomas demoram aparecer, já que muitas vezes o diabetes tipo II demora anos para que seja realmente constatada no indivíduo, pois ela é gradual, ou seja, ela surge aos poucos devido – em sua grande maioria – uma vida sedentária. Entretanto, alguns sintomas podem ocorrer como:

  • Infecções frequentes. Alguns exemplos são bexiga, rins, pele e infecções de pele;
  • Feridas que demoram para cicatrizar;
  • Alteração visual (visão embaçada);
  • Formigamento nos pés e furúnculos;
  • Vontade de urinar diversas vezes;
  • Fome frequente;
  • Sede constante.

Ainda existem os fatores de risco para o diabetes tipo II, que são:

Idade acima de 45 anos;

Obesidade e sobrepeso;

Diabetes gestacional anterior;

Histórico familiar de diabetes tipo 2;

Pré-diabetes;

Sedentarismo;

Baixos níveis de colesterol HDL;

Triglicerídeos elevados;

Hipertensão;

Consumo elevado de álcool.

Chia tem poder antioxidante

chia

Sementes de Chia

A Unicamp já divulgou um pesquisa em que testou o uso de chia. A pesquisa revelou que o grão pode ser benéfico contra o diabetes, pois contém substância antioxidante na semente e no óleo. Além de ser nutritiva, pode ajudar na prevenção da doença.

A diabetes é uma doença silenciosa, principalmente em seu tipo II, pois a pessoa pode ter e ainda não saber. E quando descobre é por outros problemas, não necessariamente por algum sintoma, já que os sintomas aqui citados, em vários momentos são deixados despercebidos. Diabetes pode ser letal e todo o cuidado é pouco. Seu não controle, pode levar o indivíduo à cegueira, insuficiência renal, disfunção erétil e em nos casos mais severos, amputação de membros. Além disso, os médicos alertam: O diabetes pode ser mais perigoso na terceira idade, pois, além dos problemas econômicos e a dificuldade em controlar os medicamentos ou ainda os problemas de se aplicar a insulina, muitas vezes a própria família atrapalha todo o tratamento, quando oferece doces ao paciente doente.

 Mantenha uma vida saudável

A doença pode assustar, mas com o diagnóstico e o tratamento precoce é possível reduzir o risco das complicações
que o diabetes pode provocar, por isso, cuide bem da sua saúde e de seus familiares, e esteja sempre atento aos cuidados com os idosos. Tomar as devidas precauções para prevenir continua sendo a melhor opção para uma vida com longevidade saudável.

Consulte seu médico. Nenhuma pesquisa na internet vai substituir a orientação do profissional.

Para saber mais, acompanhe as notícias da Cuidar Center Care para os idosos, familiares e profissionais de saúde aqui no blog e também no Facebook e fale conosco sempre que precisar!
Atendimento domiciliar - orientação

Nova vida aos aposentados

Vamos aproveitar a data em que se comemora o dia dos aposentados e falar um pouco sobre o novo estilo de vida deste grupo que cresce a cada dia?

Há alguns anos, se falássemos sobre o assunto aposentados a conotação seria outra, no tempo em que ser aposentado era sinônimo de uma vida pacata e triste, mas foi-se esse tempo. Hoje, temos uma geração de aposentados vivendo com plenitude cada vez mais e com um novo olhar sobre o momento em que estão na vida, cuidando de todas as áreas da vida com calma e consciência e de um jeito mais leve. Aposentados em casa - tempo de qualidade com quem amamos

Entenda o valor do tempo, esteja atento a cada dia vivido, não anule sua experiência de vida e siga seu ritmo

O tempo passa rápido demais. A fase da aposentadoria é o momento de viver com mais tranquilidade e intensidade, por mais incoerente que isso possa parecer. Com a idade, as pessoas ficam menos exigentes com as outras pessoas e passam a dar mais importância em viver dias mais felizes com pessoas que amam ao seu lado e usufruir o que foi conquistado ao longo da vida. Ter uma atitude assim é muito saudável. E para aqueles que ainda não estão vivendo esta fase, tente não cobrar tanto de quem quer ir a passos mais lentos, respeite o ritmo de quem você ama. Observe também o seu ritmo é muito comum não acompanharmos as mudanças fisiológicas, mas elas são reais.

Faça pequenas mudanças diariamente, ou não e use a inocência da infância para superar o medo e o desânimo de mudar

Cuidado domiciiar para recem nascido

E você? Como tem levado a vida? Mesmo que ainda não esteja nos dias de descanso não precisa esperar os anos passarem para mudar a consciência. Comece a viver e a se cuidar já! Se você já é aposentado é possível que tenha mais tempo para se programar e incluir atividades em sua rotina. Seja praticando natação, caminhando, fazendo musculação, fisioterapia, pilates, yoga, viajando ou saindo com os amigos para dançar, fazendo terapia, o importante é estar atento, escolher oque lhe faz bem e é possível de ser aplicado à sua rotina e principalmente ter todos os acompanhamentos médicos especializados de acordo com o que você precisar.

Já falamos sobre essas especialidades aqui no blog também: sobre nutrição para idosos, sobre fonoaudiologia,e como a terapia ocupacional é benéfica, sobre a  importância da fisioterapia e falaremos muito mais sobre todas essas atividades posteriormente. Se você está com o seu pai, mãe, avó ou avó ou algum familiar que está um pouco sedentário busque incentivá-lo a mudar, existem uma infinidade de opções de atividades mais leves, como a musicoterapia, por exemplo, e que pode ser adequadas à cada um e será muito benéfica, leia mais sobre musicoterapia aqui. É fundamental que toda prática de atividade física ou atividade extra rotina seja devidamente monitorada e tenha o acompanhamento consistente e, é neste momento que podemos auxiliar você e sua família.

Somos uma empresa que trabalha exclusivamente com atendimento particular e temos em nosso portfólio clientes que estão conosco há mais de duas gerações, isso é para nós motivo de muito orgulho. 

Se permita ter um atendimento domiciliar, quando se aposentar ou se tiver algum parente doente ou idoso.

Algumas pessoas, mesmo aposentadas, ainda estão dotadas de autonomia, outras precisarão de suporte, de indicações médicas para restringir as atividades de acordo com as capacidades, precisarão de acompanhamento no dia-a-dia por esse motivo nós contamos com os melhores profissionais para que você se sinta confortável e seguro ao contratar os nossos serviços e temos os nossos processos para traçar o perfil dos profissionais ideais para cada caso, cada família.

Clique aqui entre em contato conosco e agende uma visita.

Para quem trabalhou tantos anos e investiu tanto em sua família, ter a tranquilidade e poder ser cuidado em casa com uma equipe de profissionais multidisciplinar de qualidade é um privilégio e um retorno que a vida e as pessoas que amam decide oferecer. Tenha com a Cuidar Center Care a ajuda necessária nesses momentos com todo o suporte para a gestão e equipe multidisciplinar para o cuidado domiciliar

Para os aposentados é importante ter profissionais qualificados dando todo suporte necessário, valorizamos o investimento feito e a confiança que é depositada em nós

Já mencionamos em outra postagem, que ter uma empresa fazendo toda a gestão do cuidado domiciliar além de garantir uma recuperação mais tranquila, preservar a saúde emocional de todos os que estão em volta, pois passamos a dividir com vocês todo o contexto e estaremos atuando e fazendo atividades que antes sobrecarregavam os familiares. Priorize a convivência saudável para todos de sua família.

Ficou interessado e quer saber mais sobre o tema? Entre em contato conosco e vamos conversar mais sobre este assunto.

Para saber mais, acompanhe as notícias da Cuidar Center Care para os idosos, familiares e profissionais de saúde aqui no blog e também no Facebook e fale conosco sempre que precisar!

Consulte seu médico. Nenhuma pesquisa na internet vai substituir a orientação do profissional.

 

home care familia em casa

Por que uma home care é a melhor opção?

Home care: você sabe o que é? Quais são as facilidades que a mesma pode te oferecer? E, quais o benefícios de se contratar uma? Nós, da Cuidar Center Care, vamos te explicar isso e vamos mostrar por que você deve escolher a gente

Primeiro, vamos tentar entender o contexto em que se utiliza o serviço de home care. Se você perguntar aos pacientes aonde eles preferem ficar, todos eles terão uma única resposta: prefiro ficar em casa. Algumas pessoas podem não compreender o porquê dessa resposta, pois, acreditam que hospitais e determinadas casas de tratamento são as melhores opções, devido a “sensação de segurança” que estes estabelecimentos passam. Entretanto, nós entendemos este sentimento e sabemos alguns dos motivos pelos quais o paciente, acima de qualquer coisa, preferem estar em casa.

 A nossa casa é basicamente o lugar onde conseguimos associar diversos sentimentos e sensações relacionadas às boas memórias e ao conforto. Justamente por isso, os pacientes conseguem ter uma melhora significativa, quando estão em suas próprias casas. Para os idosos, estar em casa é fundamental, pois, muitas vezes, eles viveram ali por mais de uma 30 ou 40 anos, e tudo está do jeito que ele deixou, do jeito que ele gosta. E, para contribuir para uma melhoria na saúde, nada melhor do que deixá-lo confortável no lugar que ele gosta de estar. Além disso, a desospitalização é hoje a alternativa para se evitar longa permanência em hospitais.

Entenda que é melhor evitar a sobrecarga em você 

Justamente por isso, a home Care é o serviço indispensável quando o assunto é conforto e qualidade de vida para o tratamento domiciliar ou acompanhamento de pacientes com necessidades específicas no que se refere à saúde dos mesmos. Os benefícios são tanto para o paciente, quanto para os familiares. Na rotina do cuidado domiciliar você contará com uma equipe de profissionais da saúde, entre cuidadores e enfermeiros que estará sempre pronta para monitorar, atender e entender as necessidades que surgirem e fazer as considerações que forem adequadas à cada situação. Além disso, você poderá ter o que chamamos de equipe multidisciplinar, que são profissionais com formações diferentes para atender às demandas mais específicas,  desde médicos, fisioterapeutas, nutricionista, até terapeutas para o aconselhamento à família para entender melhor a situação do paciente e o que ele precisar para conseguir melhorar gradativamente ou ficar mais confortável.home-care-integracao-das-partes

Mas, se você está pensando em fazer tudo sozinho, vale lembrar que você até tem a opção de fazer a contratação por conta própria para o atendimento domiciliar, desde de todos os profissionais à estrutura, mas você terá que assumir toda a responsabilidade em todo o processo: sobre os profissionais, escala, contratação entre diversos outros. Por isso e para evitar a sobrecarga você pode contratar a nossa empresa, a Cuidar Center Care para fazer toda a gestão para você.  E acredite, nesse caso é sempre melhor contratar uma empresa que entende e evitar problemas por falta de informação. Veja alguns motivos para contratar os nossos serviços e evitar as outras opções:

Conforto

Já falamos acima e ainda é bom reforçar: estar em casa é sempre melhor para a recuperação e manutenção da saúde do paciente, pois o lugar é familiar, e não um ambiente estranho, como hospitais ou casas de tratamento. Em casa, o paciente terá contato com sentimentos, lembranças, com objetos de valor emociona como móveis, livros, fotos, cadernos, cheiros tudo auxilia no aumento do conforto e da recuperações dos pacientes. É importante entender o tratamento em todo contexto que está envolvido, tendo a visão de integração, pois sabemos que não se trata de apenas uma área a ser cuidada. Falamos um pouco sobre cuidados leia aqui.

Recuperação mais rápida

Já ouviu dizer que quando estamos em casa, tem sempre algo a se fazer? Pois então, pesquisas apontam que quando a recuperação (principalmente de idosos) é em casa, a velocidade na recuperação pode chegar a ser mais rápida do que em um hospital. Justamente para voltar a ter um pouco de sua vida em casa normalmente.

Independência

Quando a pessoa conhece sua casa, muitas vezes é necessário apenas algumas adaptações para que ela possa se locomover e fazer atividades simples, como andar em sua própria residência. Falaremos sobre isso em outra postagem.

Envolvimento com a famíliaatendimento-domiciliar-presenca-familia

A família pode deixar de ser, como em diversos casos, apenas expectadora da situação para passar a ser mais atuante, parte fundamental do processo de recuperação, porém sem ter estresse com os profissionais, porque toda essa parte fica por conta da nossa empresa.  Com isso a sobrecarga é bem menor e os familiares tem tempo para cuidar do mais importante: estar ao lado e aproveitar os momentos com a pessoa que ama. Muito além de auxiliar, por exemplo na administração, o familiar se envolve emocionalmente, quando auxilia por exemplo, nas atividades fisioterapêuticas que o paciente possa necessitar. Essas interações favorecem à manutenção da saúde do paciente, sem prejudicar o familiar.

Investimento

Muitas vezes, dependendo da quantidade de horas e da necessidade, fazer um contrato particular pode lhe dar muita dor de cabeça. Principalmente, quando se trata de direitos trabalhistas e afins. Contratando uma home care, é muito mais simples. Aqui, na Cuidar Center Care já temos todos os processos bem estruturados, pois são mais de dez anos de experiência. Entendemos bem como resolver problemas em diversas situações, justamente por isso,  todos os benefícios compensam e muito o investimento. Somos muito criteriosos em nossos processos e você também participa conosco, aqui mostramos algumas dicas que seguimos à risca antes da contratação.

Estrutura

Hoje, graças à tecnologia é possível montar toda a estrutura necessária para o paciente em casa. E nós, da Cuidar Center Care faremos isso para você, por isso mesmo não estando num hospital você consegue ter todo suporte necessário, desde os equipamentos básicos até estruturas mais complexas.

Então, entendeu alguns dos porquês de se contratar uma home care? Se ficou com alguma dúvida entre em contato com a gente. Se preferir, ligue para nós 31. 2514-4921 no horário comercial ou 31. 97531-0259 qualquer hora e dia, atendimento 24 horas.

Para saber mais, acompanhe as notícias da Cuidar Center Care para os idosos, familiares e profissionais de saúde aqui no blog e também no Facebook e fale conosco sempre que precisar!

natal e familia

Dicas de Natal para familiares com idosos

Você sabia que é comum os idosos ficarem tristes no natal? A Cuidar Center Care te dará dicas para evitar estes problemas e ter um feliz natal!

natalQuando falamos em natal, ano novo, fim de ano de ano de uma forma geral, é comum as pessoas pensarem que é um momento de renovação! De que tudo será novo e que se este ano as coisas não foram tão boas, no próximo ano, tudo será melhor! Entretanto, para alguns idosos, este período pode ser um pouco doloroso, pois, todas as lembranças, os sentimentos, a própria ideia de renovação pode não ser tão bem recebida, principalmente para aqueles que estão se recuperando de alguma doença ou acidente. E o sentimento de tristeza, varia conforme a pessoa fica mais experiente (idade). Assim, a família deve ficar atenta, para que neste período, o seu familiar não entre um estado de depressão.

Entendendo melhor a situação, não é que o período seja triste! Muito pelo contrário! Em diversos momentos, ele poderá contar várias histórias alegres e engraçadas, sobre este período do natal. Lembrança dos pais, dos irmãos, dos amigos e tudo mais. E é neste momento que começa o problema. Neste contar de histórias, ele pode perceber que o tempo está passando. Que os pais, irmãos e muitos amigos, já podem ter partido. Que muitas tradições podem não ser mais seguidas e muitas pessoas queridas podem não estar presente. E é neste momento, que os idosos podem sentir que o natal não tem significado e não é uma boa data para se comemorar, já que, de alguma maneira, as coisas não são como antes.

É neste momento que a família deve atuar, para que as festas não sejam um período triste e sim, o mesmo período de antes, alegres e felizes. Para que isso aconteça, a Cuidar Center Care te dará dicas para ter um natal maravilhoso.

  • Passe tempo com o seu familiar!

Um dos sentimentos que os idosos tendem a experienciar é o abandono. Sendo assim, passe um tempo de qualidade com ele. Se não poder passar um tempo, pois, mora longe, telefone-o com frequência! Assim, o sentimento de abandono será mitigado.

  • Envolva-os em atividades!

Mostre que suas habilidades em decoração, na hora de preparar os alimentos é essencial. Peça-os que o ajude e se não poder ajudar, devido há alguma condição física, peça conselhos e pergunte-o o que mudar para ser melhor.

  • Crie novas tradições e memórias

família deve estar presenteUmas das coisas que marcam os idosos são as lembranças. Faça com que ele preserve estas lembranças, porém, crie novas, divertidas, envolventes para que ele possa se lembrar com carinho de um tempo recente. Além disso, crie novas tradições, como por exemplo, o almoço de sobras dos dias 24 e 25.

  • Não o canse!

Planeje atividades para o seu idoso, de forma que não fuja de sua rotina. É importante que ele possa descansar quando necessário, para que esteja pronto, paras as comemorações e não associe a data com um período de estresse.

  • Evite o consumo de álcool.

Por mais que muitos gostem de alguma bebida com álcool é importante que este seja limitado, já que o álcool é depressivo e pode ter um efeito contrário.

Estas foram as nossas dicas para um natal feliz e proveitoso com aqueles que você ama! Não se esqueça, natal é período de renovação, de felicidade e de se estar junto da família e amigos. E a família Cuidar Center Care, presa este momento importante. FELIZ NATAL!

Para saber mais, acompanhe as notícias da Cuidar Center Care para os idosos, familiares e profissionais de saúde aqui no blog e também no Facebook e fale conosco sempre que precisar!

 

cuidar e sustentabilidade

A saúde de nossas Serras está em nossas mãos

Queremos ajudar nossos jovens a serem mais conscientes porque serão os idosos de amanhã e precisam de um planejamento melhor para viver

Cuidar Center Care – Saúde Domiciliar é uma empresa de atendimento domiciliar, que atende à diversas cuidar center care e serra do gandarelademandas no que se refere ao cuidado com a saúde domiciliar, em especial à saúde do idoso, entre outras demandas. Ao longo do tempo, nosso entendimento sobre a necessidade de sermos sustentável tem tomado um lugar cada vez mais importante. Nos preocupamos com o meio ambiente e vamos nos engajar em causas que possam representar os nossos valores.

Neste último mês deixamos a nossa marca na campanha  Plante Uma Árvore na Serra do Gandarela, divulgada pelo Coletivo Cirandar em parceria com a Floricultura Ikebana Flores, que há mais de 25 anos se destaca no mercado dos grandes floristas de Belo Horizonte-MG.

a cuidar e a sustentabilidade“Ter uma muda plantada em nosso nome na Serra do Gandarela é motivo de muito orgulho para nós, porque a sustentabilidade do meio ambiente está muito relacionada com a nossa bandeira de prevenção. Queremos integrar forças, ajudar nossos jovens a serem mais conscientes porque serão os idosos de amanhã e precisam de um planejamento melhor para viver”.

Confiram o Mapeamento das áreas dos plantios já realizados e as fotos do último plantio com árvore plantada em nome da Cuidar Center Care.

Visando fomentar mais discussões sobre um consumo consciente e responsável, para que não se estimule tanto a mineração, e assim tentarmos evitar a devastação da Serra do Gandarela, Plante Uma Árvore visa conscientizar a sociedade sobre a perda desses biomas tão importantes para o nosso planeta. Ressaltando que, a Serra do Gandarela está localizada entre a Serra do Curral e a Serra do Caraça, há 40km de Belo Horizonte – MG, apresentando uma ampla diversidade que abrange cangas ferruginosas, vegetação rupestre e biomas de Mata Atlântica.

Quer plantar uma muda em sua casa também? Além da campanha, a Floricultura Ikebana Flores está doando mudas do cerrado, basta comparecer na Av. Getúlio Vargas, 1697 – Funcionários – 30.112-021, Belo Horizonte, Minas Gerais. Próximo à Savassi.

equipe-cuidar

Sabia que homens também podem ter câncer de mama

Hoje vamos abordar sobre o câncer de mama em homens, algo que você pode achar diferente e que é menos comum, porém existe.

Independente do seu gênero, cada pessoa nasce com o tecido da mama. A diferença é que o homem não desenvolve muito este tecido durante a sua vida, diferente das mulheres. E, justamente pelo desenvolvimento não acontecer é que eles se tornam menos vulneráveis ao câncer de mama. A proporção entre homens e mulheres é realmente bem diferente: enquanto uma em cada oito mulheres podem chegar a desenvolver o câncer de mama, o risco nos homens é de um para mil. Entretanto, por mais que as estatísticas sejam menos pessimistas, o simples fato do risco ser menor, faz com que os homens não se importam com este tipo de problema. E quando é descoberto, as chances de recuperação e de um prognóstico favorável, diminuem consideravelmente, já com as mulheres a situação é um pouco diferente, pois o diagnóstico precoce é mais comum.

E por que isso acontece?

 As causas que antecedem casos de câncer de mama em homens não são compreendidas ainda, porém, geralmente, quando isso se origina, o câncer se relaciona a ductos de leite que não se desenvolvem no homem. Mas também pode se originar nas glândulas mamárias ou nos mamilos, ainda que esses dois últimos não sejam tão comuns. Entretanto, é de conhecimento geral que, como a maioria dos cânceres, se o paciente tiver uma predisposição genética é necessário entender que já existe um risco. Aqueles com um histórico familiar de câncer de mama estão em maior risco também. Entretanto, mesmo sem histórico familiar, o câncer de mama pode se formar e pode se manifestar em homens com mais de 50 anos. Então, quanto mais velho, maior o risco.

Tem sintomas? idoso

Os sintomas do câncer de mama nos homens são difíceis de detectar, por que normalmente se apresenta com um nódulo completamente indolor ou até mesmo espessamento do tecido mamário. Sobre isso, especialistas dizem que, em casos extremamente raros, este câncer pode afetar os mamilos e provocar algum tipo de sintoma como descamação e vermelhidão. E tudo isso acontece por que os  homens não tem uma rotina de realizar exames de mama e a maioria destes exames não fazem parte do “cronograma” do homem, por isso, quem geralmente descobre que algo está errado são eles mesmos. E quando descoberto, na maioria dos casos o tratamento é intensivo, pois, deu tempo do câncer.

E como descobrir?

 Assim como com as mulheres ou autoexame é a melhor forma de se detectar se existe algum problema ou alguma coisa que não é normal. Lembre-se a detecção precoce pode fazer toda a diferença no mundo para o seu prognóstico e opções de tratamento. E se você encontrar um caroço, não entre em pânico! Cerca de 80% dos nódulos mamários não são cancerosos, mas todos eles devem ser examinados por um médico.

Ficou interessado e quer saber mais sobre o tema? Entre em contato conosco e vamos conversar mais sobre este assunto.

Para saber mais, acompanhe as notícias da Cuidar Center Care para os idosos, familiares e profissionais de saúde aqui no blog e também no Facebook e fale conosco sempre que precisar!

Consulte seu médico. Nenhuma pesquisa na internet vai substituir a orientação do profissional.

musicoterapia domiciliar

Musicoterapia: o poder do som

Veja como a musicoterapia pode ajudar os idosos a terem uma vida melhor, contribuindo para uma vida mais saudável

Na semana passada, nas nossas Dicas Cuidar que você pode ler aqui, nós conversamos sobre o auxílio da música no tratamento de doenças neurodegenerativas como o Alzheimer. No entanto, você sabe como funciona os tratamentos com a utilização da música?

Primeiramente, é inegável que o som é a primeira forma de contato com o exterior. Esta é uma verdade tão indiscutível, que vários estudos mostram que, nós, enquanto fetos, conseguimos identificar a voz de nossos pais, familiares e até identificar ambientes externos diferentes. A partir deste ponto, todos os sons desde agradáveis até os mais estranhos, ficam em nossas memórias para todo o sempre. Alguns traumas inclusive podem ser associados aos sons que escutamos. Estamos falando de um poderoso sentido que evolui com o passar do tempo: a nossa audição. E justamente por tudo isso, que o assunto de hoje é a musicoterapia e como ela pode ajudar um indivíduo a ter uma vida mais feliz e plena.

Leia mais

A musicoterapia contra os avanços do Alzheimer

A nossa dica cuidar de hoje é baseada no filme “O poder da Música” e mostra como a música pode ser utilizada para manter a lucidez e retardar os efeitos do Alzheimer utilizando a musicoterapia

Hoje vamos falar sobre a junção da música no tratamento contra doenças neurológicas: A musicoterapia. Mas primeiro, se você ainda não sabe, o Alzheimer é uma doença neuro-degenerativa e infelizmente incurável que se agrava ao longo do tempo e principalmente acomete pessoas idosas acima dos 60 anos.

Para saber mais sobre o Alzheimer basta clicar aqui e conferir um artigo completo, onde falamos sobre a doença desde como ela surge e até mesmo, abordamos também sobre bons hábitos para seu retardo e assim ter uma vida mais plena e saudável.

tratamentos contra doenças degenerativas musicoterapia

Poster do filme O Poder da MúsicaPara entender um pouco mais sobre a relação entre a música e o Alzheimer, recomendamos o filme O poder da Música, lançado este ano no dia 22 de setembro que conta um pouco sobre a história de uma mulher, que padece de Alzheimer, mas que tem na música a principal fonte de lucidez.

É este, um dos principais benefícios encontrados na musicoterapia: ajudar uma pessoa com Alzheimer a se manter lúcida e ativa por mais tempo, como conta a presidente da Associação de Musicoterapia em Portugal, Ana Esperança em recente entrevista sobre o tema.

A musicoterapia para quem não conhece, é um conjunto de técnicas de tratamento, que se utiliza dos sons acompanhado de outras atividades para ajudar os idosos que possuem dificuldades em relação ao humor, autoestima, entre outros.

musicoterapia, alzheimer, cuidados

A musicoterapia no tratamento do Alzheimer

Questionada se a musicoterapia em si pode prevenir o Alzheimer, Ana é categórica ao responder que ela serve como uma forma de retardar os avanços da doença no paciente, como fator preventivo não propriamente, mas como fator que ajuda a atrasar a evolução da doença e a manter competências sim, sem dúvida.

A música é vista do ponto de vista holístico, ou seja, consegue chegar à dimensão humana na sua totalidade, desde a dimensão cognitiva, à espiritual, motora, social, emocional, que são as principais áreas que afetam o idoso com Alzheimer e que requerem cuidados paliativos, em outra postagem falamos sobre isso também, leia aqui. A música tem um efeito holístico no ser humano e a partir daí há uma ativação neuronal que depois fará a diferença.

E ela ainda ressalta:

A música, associada aos fármacos, para atrasar a evolução da doença, será sempre uma mais-valia.

Ficou interessado e quer saber mais sobre o tema? Entre em contato conosco e vamos conversar mais sobre este assunto.

Para saber mais, acompanhe as notícias da Cuidar Saúde Domiciliar para os idosos, familiares e profissionais de saúde aqui no blog e também no Facebook e fale conosco sempre que precisar!

nutrientes para o organismo

Alimentação: O que comer na terceira idade?

Descubra o que é bom adicionar a sua alimentação quando se chega à terceira idade

Uma boa alimentação pode contribuir para prolongar a expectativa de vida, evitar doenças e dar disposição para realizar as atividades do dia a dia. Já falamos aqui no blog que um dos profissionais que devem ser sempre consultados é o nutricionista e você confere aqui por que este é um dos profissionais mais importantes para quem já se adentrou à terceira idade. Hoje, no entanto, iremos te ajudar a entender e reconhecer os melhores nutrientes para serem consumidos na terceira idade. Então, vamos lá, falar sobre esse assunto novamente e trazer conteúdo exclusivo com o tema alimentação para que você entenda um pouco mais sobre isso.

Quando a alimentação é balanceada, evita-se diversos tipos de doenças como: diabetes, hipertensão, acidentes vasculares, a obesidade (que também falaremos futuramente), entre diversos outros tipos de doenças. Isso é possível por que a ingestão de alguns nutrientes auxiliam o corpo a desenvolver suas funções de forma mais efetiva. Mas então, quais são os melhores nutrientes para se consumir na terceira idade?

leite fonte de cálcio

Principal representante do Cálcio

Cálcio: Quando se fala em terceira idade, o primeiro problema que as pessoas pensam é o desgaste ósseo e este é realmente um dos problemas enfrentados por quem está na terceira idade. O principal problema neste caso é por exemplo, o aparecimento da osteoporose (perda acelerada de massa óssea, que ocorre durante o envelhecimento). Incluir na dieta alimentos que contenham cálcio como leite, tofu, brócolis, sardinha, espinafre, semente de gergelim, quinoa, entre outros é fundamental. Eis uma situação importante: quando pensamos no cálcio, realmente pensamos logo nos ossos e na osteoporose, porém, é importante ressaltar que além de estar relacionado ao sistema ósseo, a presença do cálcio é extremamente importante para o funcionamento cardíaco e para a saúde do cérebro. Sendo esse, o nosso primeiro nutriente que deve ser consumido.

 

Zinco: Se o cálcio auxilia no fortalecimento dos ossos, no funcionamento cardíaco e auxilia o cérebro, o zinco faz com que o idoso não perca sua imunidade, que nada mais é, do que a defesa natural do corpo contra vírus e entre outros. O que acontece é que com o passar dos anos, é comum que a pessoa, que está no processo de envelhecimento perca naturalmente a sua imunidade. Justamente por isso, é extremamente recomendável o consumo de alimentos ricos deste nutriente. Estes alimentos são: ostras, camarão, carne de vaca, frango e de peixe, fígado, gérmen de trigo, grãos integrais como o arroz, castanhas, cereais, legumes e tubérculos. Além disso, o zinco tem ação antioxidante, que desacelera o envelhecimento das células. Mas cuidado: o consumo de muitos destes produtos devem ser moderados, como por exemplo, a carne vermelha (carne bovina).

Fibras: Uma das reclamações, que acontecem quando se chega à terceira idade é que o intestino passa a não funcionar como deveria. E realmente, este é um problema que a acontece com a chegada da idade, fazendo com que ocorra mais frequentemente problemas relacionados à constipação intestinal (conhecido também como prisão de ventre). Para auxiliar o intestino neste trabalho, o consumo de fibras se torna fundamental. Encontramos a fibra em vários alimentos como: linhaça, farelo de trigo, farinha de arroz e farinha de aveia que pode ser acrescentados às frutas ou no mingau.

Fontes de Omega3

Peixes são fontes de Omêga-3

Ômega-3: Os chineses e japoneses são considerados mais inteligentes e têm uma expectativa de vida superior a do restante da população em geral. Muitos associam esta situação ao consumo diário, em suas alimentações, essencialmente do peixe. Toda a crença em torno disso, se dá por que o ômega-3 presente nos peixes em geral como sardinha, salmão, atum e, hoje também em cápsulas de óleo de peixe, estimula as células nervosas, prevenindo doenças como: o mal de Alzheimer, Parkinson, depressão, perda de memória. Sendo assim, faz-se importante adotar o consumo deste nutriente na alimentação diária.

Vitaminas do Complexo B e Vitamina D: Vitaminas são extremamente importante na alimentação dos idosos. Estas duas tem ainda um peso maior, pois, enquanto a primeira (Vitamina dos complexo B) atua diretamente no sistema imunológico e no funcionamento do cérebro protegendo os tecidos da oxidação, e auxiliando no metabolismo de carboidratos, proteínas e gorduras, a segunda (Vitamina D) auxilia tanto na absorção do cálcio para agir diretamente no osso (ela ajuda a metabolizar o cálcio ingerido no osso). O consumo dessa vitamina é saudável para a pele e auxilia na absorção intestinal. Entretanto, o consumo exagerado das mesmas podem causar problemas, como mal estar. No caso, de uma overdose do consumo de vitamina do complexo B, pode apresentar desde erupções cutâneas, até elevar a pressão arterial. Enquanto, a Vitamina D em excesso pode gerar no idoso, problemas como: cálculos renais ou constipação intestinal. E isso acontece justamente pela elevada concentração de cálcio no organismo. É possível encontrar a Vitamina do Complexo B em alimentos como peixes, levedura de cerveja, fígado, castanhas, abacate e vegetais verdes, como couve e espinafre e a Vitaminas D pode ser adquirida pela exposição solar ou pelo consumo de cápsulas de óleo de fígado de bacalhau.

Potássio: Vários alimentos conseguem nos prevenir de diversas doenças como a hipertensão, o derrame entre outros. E saber que isto é possível por conta do consumo de alimentos ricos em potássio, faz com que repensamos a nossa alimentação. Para as pessoas que estão na terceira idade, estes elementos se tornam ainda mais importantes, já que é neste momento que estas doenças costumas atacar. Por isso o consumo deste nutriente é tão importante. E apenas para acrescentar, este nutriente ajuda também a combater a prisão de ventre. Os alimentos que são ricos em potássio são extremamente fáceis de achar e pode ser facilmente adicionado no cardápio. São eles: a banana, a soja, o damasco, o abacate, o iogurte, a ameixa, a melancia, feijões e ervilha.

Diante disto, é possível compreender por que uma alimentação saudável na terceira idade se faz tão necessário. A Cuidar Center Care, além de ter profissionais capacitados na área da nutrição, está sempre atenta a qualquer novidade nesta área e orienta e capacita constantemente a sua equipe e os seus cuidadores no suporte, para auxiliar os familiares dos idosos a incluir tais nutrientes em suas alimentações. Hoje em dia, a cada momento, temos a certeza de que para viver melhor e mais é necessário comer bem. Prevenção para uma vida com longevidade saudável e mais feliz, conte conosco para isso.

Consulte seu médico. Nenhuma pesquisa na internet vai substituir a orientação do profissional.

Para saber mais, acompanhe as notícias da Cuidar Center Care para os idosos, familiares e profissionais de saúde aqui no blog e também no Facebook e fale conosco sempre que precisar!

Diabetes, a doença silenciosa

No mês de novembro muito se fala sobre o Diabetes, uma doença silenciosa, que muitas vezes é desenvolvida devido a maus hábitos alimentares

Imagine que neste momento enquanto você está parado, assistindo a TV ou lendo um livro, no interior do seu corpo, suas células e seus órgãos, estão trabalhando insanamente para que você possa continuar a ler e a assistir a TV. Entretanto, enquanto você não sente, pode ser que algumas doenças, possam estar se desenvolvendo em seu corpo, umas das doenças que fazem isso é o Diabetes.

A síndrome metabólica de origem múltipla, também conhecida como Diabete Mellitus pode estar associado a problemas genéticos, a uma falta de bons hábitos alimentares e a gestação (por mais surpreendente que seja). Neste texto, você poderá conferir mais sobre a doença e entender os sintomas.

Entretanto, devemos ressaltar que os sintomas apresentados neste texto, podem se referir a outros tipos de doenças também, por isso, qualquer diferença em seu corpo, ou se notar diferença no comportamento de um familiar, vá ao médico ou converse com o seu familiar para realizar um checkup mesmo que você (ou seu familiar) não goste de médicos (vamos falar sobre isso em breve).

Mas como isso funciona?

pancreas

Como seu pâncreas funciona

O seu pâncreas é responsável por produzir um hormônio chamado insulina que tem como missão levar o açúcar presente em seu sangue para as suas células. Esse açúcar, será fonte de energia para suas células, por isso, o pâncreas precisa funcionar corretamente.

Porém, pode acontecer por fatores genéticos, que o seu pâncreas não consiga produzir a insulina suficiente para levar este açúcar às células, ou ainda, que você consuma muito açúcar diariamente e a quantidade de insulina produzida por você não seja suficiente para conduzir este açúcar produzido em grande quantidade para o seu sangue então, a partir daí seu corpo começa a rejeitar a insulina. Nestes dois casos o final é sempre o mesmo: a açúcar aumenta em seu sangue e então você desenvolve o diabetes.

Algumas pessoas acreditam que diabetes é sempre o mesmo, porém, o diabetes pode se apresentar de três maneiras distintas: Diabetes tipo I, Diabetes tipo II e ainda a Diabetes Gestacional. É importante ainda falar em um estágio extremamente importante chamado Pré-diabetes.

Novidade: Pâncreas artificial poderá ser comercializado no Brasil

Já testado e utilizado em outros países, a boa notícia é que o Pâncreas artificial,  que é um dispositivo para monitorar  níveis de glicose no sangue para diabéticos do tipo 1 e também  para ajustar os níveis de insulina injetados no organismo poderá ser comercializado no Brasil. Atualmente, o produto ainda não é vendido, mas a previsão é de que até 2018 ele já esteja sendo disponibilizado, segundo o artigo publicado em julho deste ano, da revista científica “Diabetologia”.

E para que a liberação do pâncreas “artificial” possa acontecer, faltam alguns pequenos ajustes: tempo e velocidade de ação da insulina usada, precisão dos monitores,  proteção e segurança cibernética do produto, entre outros.

O que é a Pré-diabetes?

saude

A prevenção está na alimentação

A pré-diabetes é um estágio entre você continuar a viver uma vida saudável ou você desenvolver a doença. Este
estágio é comum na no tipo II da doença (que falaremos mais a frente) e é definido da seguinte forma: quando as taxas de açúcar no sangue estão muito altas, geralmente a pessoa é enquadrada, como diabético, tendo que seguir um tratamento à risca para que não venha a desenvolver mais problemas (lembre-se que o diabetes pode ser fatal).

Entretanto, se as taxas estiverem altas, mas não o suficiente para classificar o indivíduo como diabético, ele se enquadra no que é determinando pré-diabetes. Entretanto, estes casos só acontecem no tipo II, por que no tipo I, os sintomas são outros.

Diabetes Tipo I

O diabetes tipo I, ocorre quando a produção de insulina não é suficiente para conseguir levar o açúcar presente no sangue para as células. O que acontece é que o pâncreas perde a capacidade de produzir a insulina, devido a um problema que ocorre com o sistema imunológico do paciente onde os anticorpos, que são as células que protegem o nosso corpo, acaba por atacar as células que produzem este hormônio.

Insulin dependent Diabetes patient abdomen injection

Insulinodependente aplicando o hormônio (insulina)

 Isso acontece por que os anticorpos não reconhecem estas células como parte do organismo e sim como um corpo estranho. O diabetes tipo I acorre em cerca de 10% dos pacientes, sendo que neste tipo, os portadores da doença, podem chegar a precisar de injeções diárias de insulina para que o organismo continue a manter os níveis de açúcar no sangue normais. Este é o tipo de diabetes que pode ser diagnosticado em qualquer pessoa, porém sua incidência é com crianças, adolescentes e adultos mais jovens.

Diabetes Tipo II

Diferente do Diabetes Tipo I que é um problema genético, o diabetes tipo II está associado à forma como você leva a sua vida. Se você pratica atividade física e possui uma boa alimentação, você consegue evitar que esta doença apareça. A diabetes tipo II funciona da seguinte forma: primeiramente é importante entender que o portador de diabetes tipo II, consegue produzir insulina.

E a diferença está necessariamente como o corpo metabolizará a glicose que a principal fonte de energia. O paciente portador da doença no tipo II, enfrenta uma resistência à presença da insulina ou ainda não produz insulina suficiente para que os níveis de glicose no sangue fiquem normais. E o que acontece é que se o corpo não consegue produzir insulina suficiente ou resiste à insulina, a glicose em vez de ir para a célula, fica no sangue.

Diabetes Gestacional

A diabetes mellitus gestacional ou intolerância à glicose na gravidez, acontece quando existe uma condição de hiperglicemia, que acontece quando o aumento dos níveis de glicose aumentam no sangue. Este tipo de diabetes não se sabe muito bem como ocorre, porém entende-se que devido a uma maior concentração de hormônios durante a gravidez, causa prejuízos a ação da insulina, fazendo com que em alguns momentos, a glicose esteja um pouco mais alta.

Esta condição acontece geralmente em 4% das gestações e basicamente ela se cura logo após o parto. Porém, a mulher que teve diabetes gestacional está propensa a desenvolver o diabetes tipo II ao longo da vida. Assim, o acompanhamento com o médico se torna extremamente importante.

E os sintomas?

diabetes

Cuide do seu corpo

O diabetes tipo 1 possui sintomas bem definidos e que aparecem rapidamente quando o problema se instala. São eles:

  • Vontade de urinar diversas vezes ao dia;
  • Fome frequente;
  • Sede constante;
  • Perda de peso (em alguns casos ela ocorre mesmo com a fome excessiva);
  • Fraqueza;
  • Fadiga;
  • Nervosismo;
  • Mudanças de humor;
  • Náusea e vômito.

Ainda podem ser sintomas de diabetes Tipo I, pele avermelhada quente e seca, dor abdominal, respiração rápida e profunda, dificuldades para acordar. Todos estes sintomas podem aparecer quando se fala de diabetes tipo I.

No diabetes tipo II, os sintomas demoram aparecer, já que muitas vezes o diabetes tipo II demora anos para que seja realmente constatada no indivíduo, pois ela é gradual, ou seja, ela surge aos poucos devido – em sua grande maioria – uma vida sedentária. Entretanto, alguns sintomas podem ocorrer como:

  • Infecções frequentes. Alguns exemplos são bexiga, rins, pele e infecções de pele;
  • Feridas que demoram para cicatrizar;
  • Alteração visual (visão embaçada);
  • Formigamento nos pés e furúnculos;
  • Vontade de urinar diversas vezes;
  • Fome frequente;
  • Sede constante.

Ainda existem os fatores de risco para o diabetes tipo II, que são:

Idade acima de 45 anos;

Obesidade e sobrepeso;

Diabetes gestacional anterior;

Histórico familiar de diabetes tipo 2;

Pré-diabetes;

Sedentarismo;

Baixos níveis de colesterol HDL;

Triglicerídeos elevados;

Hipertensão;

Consumo elevado de álcool.

Chia tem poder antioxidante

chia

Sementes de Chia

Recentemente a Unicamp divulgou um pesquisa em que testou o uso de chia. A pesquisa revelou que o grão pode ser benéfico contra o diabetes, pois contém substância antioxidante na semente e no óleo. Além de ser nutritiva, pode ajudar na prevenção da doença.

 

A diabetes é uma doença silenciosa, principalmente em seu tipo II, pois a pessoa pode ter e ainda não saber. E quando descobre é por outros problemas, não necessariamente por algum sintoma, já que os sintomas aqui citados, em vários momentos são deixados despercebidos. Diabetes pode ser letal e todo o cuidado é pouco. Seu não controle, pode levar o indivíduo à cegueira, insuficiência renal, disfunção erétil e em nos casos mais severos, amputação de membros. Além disso, os médicos alertam: O diabetes pode ser mais perigoso na terceira idade, pois, além dos problemas econômicos e a dificuldade em controlar os medicamentos ou ainda os problemas de se aplicar a insulina, muitas vezes a própria família atrapalha todo o tratamento, quando oferece doces ao paciente doente.

Lembrando aqui, que independente de ser diabético ou não, é muito importante que o idoso busque ter uma alimentação saudável e procure periodicamente especialistas da saúde, inclusive o nutricionista.

 Praticar atividade física é muito importante para manter uma vida saudável procure orientação médica sempre para saber o que é ideal para você ou o seu familiar.

A doença pode assustar, mas com o diagnóstico e o tratamento precoce é possível reduzir o risco das complicações
que o diabetes pode provocar, por isso, cuide bem da sua saúde e de seus familiares, e esteja sempre atento aos cuidados com os idosos.

Prevenção para uma uma vida com longevidade saudável e mais feliz, conte conosco para isso.

Consulte seu médico. Nenhuma pesquisa na internet vai substituir a orientação do profissional.

Para saber mais, acompanhe as notícias da Cuidar Center Care para os idosos, familiares e profissionais de saúde aqui no blog e também no Facebook e fale conosco sempre que precisar!

Conteúdo Relacionado:

A importância da nutrição para o idoso 

Como deve ser a alimentação para os idosos

 

alzhaimer

Tudo sobre Alzheimer

Conheça mais sobre a doença Alzheimer, como afeta o paciente e como a Cuidar Saúde Domiciliar pode ajudar neste processo.

As pessoas podem acabar confundindo depressão e demência, criando uma situação muito delicada e séria que pode levar muitas vezes à diagnósticos equivocados e como consequência a indicação de tratamentos indevidos. Já fizemos uma postagem alertando sobre este fato que infelizmente ainda é muito comum. Por este motivo, com o surgimento de novas pesquisas nessa área, vamos voltar a falar de uma das doenças mais comuns e que é ao mesmo tempo complicada quando se fala em demência: o Alzheimer.

A proposta desta postagem é justamente falar um pouco mais da doença e principalmente mostrar como o cuidador domiciliar pode ajudar aos pacientes. Antes de continuarmos a falar sobre o Alzheimer, é importante informar que mesmo com as informações aqui apresentadas, qualquer suspeita de que isso possa estar acontecendo com um familiar ou pessoas de seu círculo social, não deixe de conversar com os familiares mais próximos para que o paciente com os sintomas seja levado ao especialista o mais rápido possível, pois quanto mais cedo diagnosticada a doença, mais fácil será retardar o seu progresso.

História da doença

O Alzheimer foi descoberto, em 1906 pelo médico Alois Alzheimer. O primeiro médico a ter contato com a doença e entendê-la um pouco mais a fundo. A primeira paciente conhecida com esta doença, se chamava Auguste Deter, uma mulher saudável que aos 51 anos começou a ter os sintomas que a levou a óbito aos 55 anos. O médico examinou seu cérebro e descreveu todas as alterações (características da doença) que são conhecidas pela medicina até a presenta data. Segundo a Associação Brasileira de Alzheimer existem no pais aproximadamente 15 milhões de pessoas com mais de 60 anos de idade, e deste 15 milhões estima-se que mais de 6% (seis por cento) tem a doença de Alzheimer. Nos Estados Unidos por exemplo, é a quarta principal causa de morte entre idosos.

Mas o que é Alzheimer?

Conhecida anteriormente e erroneamente como esclerose ou com o termo pejorativo caduquice, o Alzheimer é uma doença neuro-degenerativa e infelizmente incurável que se agrava ao longo do tempo. Acomete pessoas idosas, principalmente aquelas com mais de 60 anos e se apresenta como demência, ou perda de funções cognitivas: memória, orientação, linguagem.

Esta doença é causada pela morte de células cerebrais. Pode acontecer em outras idades, entretanto, o mais comum é que se aconteça depois da idade mencionada (60 anos). Se esta doença é diagnosticada no início é possível retardar o seu progresso, fazendo com que a vida do paciente e de seus familiares possa ser o mais confortável possível.

alzheimer em progresso

Alzheimer em progresso

Como a doença se desenvolve?

Ainda não se entende o motivo pelo qual a doença de Alzheimer acontece em alguns pacientes, entretanto, já se sabe que algumas lesões cerebrais estão associadas à doença.

Existem duas principais alterações no cérebro quando se fala de Alzheimer. A primeira alteração são placas senis que se formam, a partir de uma proteína chamada beta-amiloide que é anormalmente produzida. Enquanto a segunda alteração, que pode ser constatada é a redução do número de células nervosas e principalmente a ligação entre elas (sinapses).

Fatores de Risco

Primeiramente, o primeiro grande fator de risco a ser considerado é a idade superior a 60 anos. Foi constatado que após os 65 anos, o risco da doença dobra consideravelmente a cada 5 anos.

Identifica-se também que as mulheres são mais propicias a desenvolver a Doença de Alzheimer do que os homens. Outro ponto extremamente importante e constatado é que familiares de pacientes com Alzheimer têm maior chance de desenvolver a doença no futuro, se comparados com indivíduos sem parentes com Alzheimer. Entretanto, ainda não se constatou que esta seja realmente uma doença hereditária.

Um fator de risco curioso está relacionado com pessoas com alto nível de escolaridade. Estas pessoas acabam desenvolvendo a doença em um estágio mais avançado, já que é necessário maior perda de neurônios para que os sintomas comecem a aparecer. O que se recomenda então, é uma estimulação cognitiva constante e diversificada ao longo da vida, sendo este, uma maneira de conseguir retardar a doença.

Ainda sobre os fatores de risco, tudo indica que o estilo de vida também influenciar o surgimento ou não do Alzheimer.  Hipertensão, diabetes, obesidade, tabagismo e sedentarismo são algumas das causas que podem levar uma pessoa a desenvolver a doença. Se estas outras doenças estiverem controladas, é possível retardar o aparecimento destas doenças.

E quais são os sintomas?

Quando um paciente começa a desenvolver a doença é comum notar mudanças significativas nos pacientes. Estas mudanças são desde mudanças comportamentais até físicas. Os principais sintomas e os mais observados ainda são a perda de memória e confusão mental. Entretanto, as pessoas podem apresentar:

  • Declínio mental;
  • Dificuldade em pensar e compreender;
  • Confusão durante a noite;
  • Confusão mental;
  • Delírio, entre outros.

Podem ocorrer outras mudanças no comportamento como agitação, agressão, dificuldade de cuidar de si e inclusive, mudanças físicas: inquietação e perda de apetite, além de contrações musculares rítmicas ou incapacidade de combinar movimentos musculares.

Como uma homecare pode ajudar neste processo?

É importante que a empresa que vai prestar essa assistência à saúde domiciliar tenha uma boa gama de profissionais a disposição para que estes possam ser acionados em qualquer momento de dificuldade. Além disso, os cuidadores devem ser bem treinados para conseguir lidar com qualquer tipo de situação, incluindo desde pacientes agressivos ou que sintam extremo medo por não reconhecer nenhum rosto. Às vezes é muito difícil cuidar de um paciente que apresenta a doença.

Nós cuidamos com afeto, pois sabemos que o conhecimento científico é indispensável, mas o carinho é fundamental.

E justamente por isso, nós da Cuidar Saúde Domiciliar, entendemos os problemas e tentamos sempre ajudar a família a se organizar e conviver melhor com o quadro clínico que for diagnosticado. Entendemos que não é apenas o paciente que está sofrendo com a doença, mas todos que o rodeia.

Afinal, o sentimento de incapacidade a frente ao inevitável, no que se refere a doença, pode ser frustrante o suficiente para levar vários familiares a desenvolver doenças, como por exemplo a depressão. E o mais importante nestes momentos é que a família esteja unida e forte o suficiente para encarar todos os desafios.

Mas existem avanços em relação à cura desta doença?

Há muitos anos, se estuda o comportamento dos pacientes com Alzheimer e busca a cura definitiva para a doença. Atualmente, o tratamento pode seguir por duas esferas:  sendo o tratamento dos distúrbios de comportamento, que visa controlar a confusão e agressividade, utilizando-se de medicamentos da classe dos neurolépticos atípicos, embora esses medicamentos sejam altamente não recomendáveis, justamente por prejudicar a função cognitiva do indivíduo, e o tratamento específico que é dirigido para melhorar o déficit de memória, corrigindo o desequilíbrio químico do cérebro.

O que se estuda atualmente é como neutralizar a proteína beta-amiloide, pois esta é uma das causadoras do Alzheimer.

Novidades no campo da nutrição

romã ajuda a prevenir alzheimer

Casca da romã ajuda prevenir Alzheimer

Conversamos com a Nutricionista Érica Aguiar, e de acordo com a profissional  foi divulgado recentemente que a casca da romã ajuda a prevenir Alzheimer, baseado em uma pesquisa desenvolvida pela USP.

O que se sabe é que na casca da fruta são encontrados compostos antioxidantes que trazem benefícios à saúde humana e entre eles a prevenção do Alzheimer. Tudo isso por que se verificou que o consumo do extrato foi capaz de inibir em até 77% a atividade da enzima acetilcolinesterase, que atua de forma prejudicial nas terminações nervosas. Este é um grande avanço para aqueles que anseiam pela cura da doença.

Ainda para prevenir o Alzheimer, grande parte dos médicos acreditam que o ideal seja manter a cabeça ativa, para que a doença possa ser retardada. Entre as atividades recomenda-se: leitura constante, jogos inteligentes e participação em atividades de grupo.

Consulte seu médico. Nenhuma pesquisa na internet vai substituir a orientação do profissional.

Para saber mais, acompanhe as notícias da Cuidar Saúde Domiciliar para os idosos, familiares e profissionais de saúde aqui no blog e também no Facebook e fale conosco sempre que precisar!

cuidador-de-idosos

Comemore o dia do idoso, mas reflita também

Quem e como vivem os idosos que estão a sua volta?

Hoje é a dia internacional do idoso. Para nós, da Cuidar Center Care, falar sobre o idoso é sempre muito importante, porque é com eles que temos a oportunidade de fazer o nosso melhor, termos o retorno, buscarmos melhorias e assim, cultivamos o relacionamento.

Diariamente estamos cuidando, buscando uma convivência harmoniosa e dando suporte às atividades diárias dos idosos frágeis que apresentam desnutrição acentuada, e são susceptíveis a doenças oportunistas como pneumonia, hipertensão e outras.

Exatamente hoje, no dia internacional do idoso, a ONU fez um apelo para que acabe o preconceito contra os idosos e para que melhores condições de vida sejam oferecidas a eles. Você acha que essa data comemorativa, em que normalmente festejaríamos, o apelo com esse enfoque não é motivo suficiente para que possamos repensar a nossa postura diante da situação?

“mudança na forma como os idosos são representados e percebidos” na sociedade. “É necessário que deixem de ser vistos como um fardo para serem apreciados por muitas contribuições positivas que dão para nossa família humana”.

“Também peço mais garantias legais (…) para evitar que o preconceito etário resulte em políticas, leis e tratamento discriminatórios”, afirmou, completando que devemos rejeitar todas as formas de preconceito etário e trabalhar para permitir que os idosos realizem seu potencial, “enquanto honramos nossa promessa de construção de uma vida de dignidade e direitos humanos para todos”.

cuidador-de-idososEssa convocação é totalmente coerente com a realidade atual. Os dados vem mostrando claramente o aumento na longevidade da população brasileira, e entender que a qualidade de vida precisa melhorar na mesma ou em maior proporção é importante.

Os idosos de amanhã, devem olhar para os idosos de hoje com empatia e proatividade.

O mundo terá 2 bilhões de idosos em 2050, segundo a OMS, falar de envelhecimento é fundamental para que no futuro estejamos preparados para este cenário. Ampliar debates que falam de direitos, o estatuto do idoso precisa estar incorporado no diálogo das famílias, com as crianças, os jovens, para que frentes atuais e futuras possam de forma inteligente encontrar alternativas, cobrar políticas públicas que tratem do tema de forma comprometida e eficaz.

Agora vamos falar sobre nós para que você entenda melhor o nosso trabalho?

Ser cuidador é muito mais do que só tomar conta de alguém. Para nós é trabalhar continuamente para garantir que nosso paciente tenha a melhor qualidade de vida na terceira idade, no limite de suas condições e com o máximos do nosso suporte.

Para todo idoso que precisa de um cuidado especial, a Cuidar Center Care, tem uma forma de atendimento que vai ser adequada às necessidades especificas de cada paciente. Somos exigentes, desde a triagem, até a escolha do profissional que passa por avaliações e é direcionado de acordo com o perfil.

Cuidadores de idosos da Cuidar Center Care – os cuidadores passam por um rigoroso processo seletivo com avaliações e coleta de referências, eles são treinados continuamente. Tudo para ser o mais assertivo possível nessa escolha.

Você sabia que a Cuidar Center Care oferece o serviço de no atendimento personalizado?

O profissional especializado em gerontologia define a melhor alternativa de cuidado para que o paciente tenha no ambiente domiciliar a melhor solução possível para viver bem. Nesta consultora o profissional também esclarece dúvidas quanto ao diagnóstico e orienta os familiares sobre a nova fase e evolução do quadro clínico do paciente.

idosos_1373556275

Nós cuidamos com afeto, pois sabemos que o conhecimento científico é indispensável, mas o carinho é fundamental. Venha conversar conosco ou agende uma visita que iremos até você.

É com muito amor e sinceridade, comprometidos com nossa missão, que desejamos todo cuidado com a vida, e esperança de dias cada vez mais plenos.

 

 

Atividade física para idosos

Nas Olimpíadas desta vida seja o atleta principal

O que você está achando do desempenho dos atletas brasileiros nas Olimpíadas? E quanto a você, está cuidando da sua saúde ?

Já estamos na reta final, muitos jogos já foram disputados, quem assiste e acompanha já sentiu emoção, ansiedade, tristeza, frustração, alegria, vibração, um misto de emoções. Somos espectadores sedentos pela vitória. E, esse é um bom momento para que cada um volte o seu olhar para si e avalie que tipo de “atleta” tem sido com sua saúde.

Pense bem…Como anda seu desempenho com as atividades físicas? Os cuidados com a sua saúde e dos seus familiares? O seu pai, avô, aquele tio descuidado. As famílias sempre tem os “seus atletas”.

Quem tem o conhecimento e conscientização sobre a importância do cuidado com a saúde, da prevenção que é feita através da prática de exercícios físicos aliados, entre outros fatores, a uma alimentação saudável, deve compartilhar informando,  incentivando e ajudando o outro. Isso é de fundamental valor para que ele saia da zona de conforto e mude os hábitos. Então, se você já é praticante vai começar incentivando a quem? Qual familiar, amigo, ou até vizinho será o primeiro da sua lista?

Você tem procurado praticar com frequência, tem os objetivos bem definidos e o acompanhamento de um profissional qualificado?

O cuidador ajuda idosos nas atividades físicas

Publicamos um conteúdo muito interessante sobre a prática de atividades físicas na terceira idade e como isso afeta a qualidade de vida a curto, médio e longo prazo.

Lembrando sempre: antes de iniciar qualquer atividade física, é muito importante ter o acompanhamento de um profissional de saúde.

Venha falar conosco, será um enorme prazer atender cada de vocês e esclarecer as dúvidas sobre os nossos serviços. Não deixe de ter a matéria o completa, o link completo está aqui:

Acesse e leia aqui nossa matéria completa.

 

Consulte seu médico. Nenhuma pesquisa na internet vai substituir a orientação do profissional.

Para saber mais, acompanhe as notícias da Cuidar Center Care para os idosos, familiares e profissionais de saúde aqui no blog e também no Facebook e fale conosco sempre que precisar!

idosos conectados

Dr.Google e pesquisas sobre doenças na internet

Dica Cuidar Center Care

Vamos dar uma dica super simples, mas bem interessante, que ao mesmo tempo requer cautela. Você já ouviu falar no termo Dr. Google?

 

Todos sabem que o Google é o oráculo destes dias. Para as palavras relacionadas à saúde não é diferente, são muitas googladas por dia sobre gerontologia, Alzheimer, cuidador de idosos, home care entre diversos.

Dr. Google se tornou oficial no início do ano, e a novidade é que as buscas sobre doenças ou assuntos relacionados ganhou, digamos que, um novo complemento no buscador mais utilizado.

Desde março, em parceria com o Hospital Albert Einstein o Google fornece informações na busca dessas palavras chaves. As fontes além do hospital, são diversas. Acontece que o Google usa uma combinação de algoritmos e profissionais de área médica para formular essas informações.

Ao pesquisar sobre doenças a sua pesquisa vai apresentar ao lado direito da tela um quadro, com as informações sobre o assunto pesquisado. É uma pesquisa mais organizada, exibindo: sobre, sintomas e tratamentos, isso pode facilitar a vida do usuário, são informações fornecidas por médicas. Sobre: Sintomas, Tratamentos, e Observação que falam sobre as condições clínicas, mas de modo algum essa pesquisa substitui a orientação do seu médico.

pesquisa de idososO interessante também é que, segundo o suporte do Google,  em outra etapa equipes de médicos avaliam e refinam as informações. E o usuário também pode dar um feedback, por exemplo, se a informação não estiver correta.

Além disso, você também consegue baixar um pdf deste relatório, prático não é? Ao ler alguma informação você pode levar e conversar com o seu médico. Então aproveite essa vantagem de ter as informações básicas centralizadas num único documento de pdf.

Essa nova facilidade nas buscas é interessante, porque sugere um filtro mais confiável, que é a referência do Hospital Albert Einstein e o próprio refinamento que  poderá ser feito por profissionais da área,  porém como o próprio Google sugere: Consulte seu médico. Nenhuma pesquisa na internet vai substituir a orientação do profissional.

Para saber mais, acompanhe as notícias da Cuidar Center Care para os idosos, familiares e profissionais de saúde aqui no blog e também no Facebook e fale conosco sempre que precisar!

atividade-fisica-para-idosos

Vamos falar de atividade física na melhor idade?

Como ter mais saúde na melhor idade com a prática de exercícios físicos

A construção muscular do corpo humano ocorre na infância e adolescência. Aos 25 anos de idade, alcançamos o pico e a partir daí, já começa o processo degenerativo. Em algum ponto, varia de pessoa para pessoa, na década dos 25 a 35 anos esse retrocesso é percebido. E, podem ocorrer problemas relacionados a diversas áreas do corpo: ósseas, articulares, vasculares, neoplasias (câncer) que é o mal funcionamento do sistema imune, entre outros.

“No pain no gain” tão usado em redes sociais faz todo sentido em termos de vida saudável para a terceira idade. A partir dos 45 anos, além da perda de massa óssea, o nosso corpo começa a perder massa magra, por ano a perda gira em torno de 0,500kg. A reposição dessa musculatura só pode ser feita através da prática de atividade física, que também traz inúmeros benefícios e torna o processo de envelhecimento menos nocivo e mais lento.

capacidade-física-idosos

Para o idoso que pratica atividade com regularidade, o considerado atleta master, essa perda só começa a acontecer depois dos 70 anos. Porém, infelizmente, esse grupo é muito minoritário. 2

Para quem já está na terceira idade e ainda não está praticando, procure uma orientação médica antes de começar qualquer prática. Cada caso é um, e o médico da área de gerontologia e o educador físico que devem fazer a avaliação física. Também é fundamental que seja feito o acompanhamento e exames com regularidade.

 

Esporte é vida! A conscientização da importância dessa prática é fundamental. Boa parte dos idosos atuais, vieram de uma geração que muitas vezes não tinham esse entendimento.

 

Entenda esta realidade: já nascemos morrendo

Muita dificuldade para realizar os movimentos, atrofia muscular, corpo curvado, são algumas das limitações que podem ser evitadas ou minimizadas com maior flexibilidade, que é estimulada através da prática física. Não adianta apenas viver mais, aumentar a expectativa de vida da população. É preciso viver mais e com mais qualidade.

Os frutos de bons hábitos são percebidos a longo prazo. O tecido muscular através dos estímulos ficará cada vez melhor: postura correta, corpo ereto, flexibilidade são alguns exemplos. E quanto mais você pratica, mais o corpo pede para ser exercitado.

O remédio para que as próximas gerações de idosos sejam mais saudáveis é a prática de exercícios. Modalidades como tênis, natação, caminhada são exemplos típicos, mas as possibilidades são diversas. Hidroginástica e pilates também são muito indicados.

Existem ainda muitos mitos relacionados a prática de atividades físicas na terceira idade. Por muito tempo, por exemplo, se teve o mito de que musculação, que é o exercício de força, não era recomendado para idosos e que a natação era recomendada por não ter grande impacto nas articulações, outras correntes dizem que a água não previne esses impactos de maneira real, mas o que interessa, é que hoje já se faz em grande parte da recomendação exercício de força.

 

Explicando como funciona o treino de força 4

Na contração muscular é puxado o tendão que força o osso (isso acontece tanto na água quanto no ar) esse processo já é exercício de força. E, é a força do tendão no osso que estimula a calcificação.

As pernas sustentam e dão equilíbrio ao corpo. Além do exercício aeróbio, para ter o sistema cardiorrespiratório funcionando melhor, o treino de força, principalmente a musculação, e, de membros inferiores, é importante para garantir a autonomia do indivíduo no caminhar, na prática das atividades de rotina. O exercício aeróbio entra como um complemento.

Na verdade, eles não são totalmente dissociados, o que existe é a predominância de uma das modalidades, ou o exercício é mais de força ou mais cárdio. Exemplo: quando você sobe e desce a escada, arruma a cama, varre a casa, você está trabalhando a força e a respiração.

 

Entenda que exercício é medicamento e tenha uma memória afiada cerebro-do-idoso

Com o envelhecimento, o cérebro vai perdendo conectividade, apenas a memória de longo prazo é mais estável. Você sabia que as atividades de nível moderado ou intenso, além dos benefícios físicos já mencionados atuam nas funções do cérebro? O processo funciona da seguinte maneira: com a prática da atividade física ocorre a produção de neurotransmissores, esses são transferidos de um neurônio para o outro através das sinapses, que fazem a manutenção dessas funções. Então, nada de perder tempo, estimule seu cérebro através de exercícios físicos!

 

 

Vamos então, é hora de praticar!

O profissional de educação física é o indicado para fazer o acompanhamento e a adaptação dos exercícios para o idoso. Ele vai fazer essa seleção de exercícios de acordo com o perfil do paciente, usando critérios e definindo volume, carga, frequência e intensidade. O cuidador também pode acompanhar os idosos nesses locais, não monitorar. Em outra postagem, leia aqui, demos dicas sobre a escolha de um cuidador. atividade-fisica-na-terceira-idade-com-cuidador

Se tiver possibilidades de escolha faça a que for mais interessante, considere critérios que são importantes para você e junto com o profissional defina suas metas. Outra opção, é utilizar os espaços públicos, como as academias da saúde, implementadas pelo Ministério da Saúde

Comente com seus amigos e familiares e busque incentivo. A ajuda de pessoas queridas é fundamental no processo e na continuidade da prática de atividades também, já que eles podem te ajudar através da motivação. Mas, lembre-se o principal responsável pela mudança é você.

E lembre-se, não é só os exercícios físicos, mas a prática de qualquer atividade que utilize força e respiração nos diversos níveis são importantes e devem ser observadas. Se auto eduque, auto incentive, cumpra suas metas, no futuro você irá colher uma vida mais saudável e com qualidade.

Lembrando que apenas o profissional da saúde qualificado poderá diagnosticar, tratar e acompanhar de forma consistente o paciente. Consulte seu médico, este texto não substitui a orientação do seu médico.

Para saber mais, acompanhe as notícias da Cuidar Center Care para os idosos, familiares e profissionais de saúde aqui no blog e também no Facebook e fale conosco sempre que precisar!

 

casal idosos feliz

Vamos falar sobre sexo e cuidados na terceira idade?

Você sabia que é comum entre os idosos de setenta e poucos anos  ter vida sexual ativa e que alguns cuidados devem ser tomados?

Educação sexual e autoconhecimento devem ser cultivados e estimulados o quanto antes e de forma preventiva: ter uma boa alto estima, aprender a aceitar o próprio corpo e não ficar alimentando tabus são alguns cuidados que devem ser observados. É comum ver mulheres e homens, a partir dos 50 anos, não terem mais vida sexual ativa. E, casais que passam a ter apenas uma relação social, sem o sexo.

As sensações mudam, os estímulos são percebidos de outra maneira, o sexo na terceira idade não passa a ser melhor ou pior, ele fica diferente, pois apesar da idade, toda relação sexual é semelhante. Então,essa deve ser considerada como uma nova fase, em que o casal vai buscar entendimento, é o começo do sexo com maturidade, e não o fim.

Entretanto, também pode ser que o idoso não sinta mais desejo sexual, isso também pode acontecer, mas vale lembrar é o mais aceitável é que o desejo continue, pois ele é inerente à natureza humana.

casais idosos dados

Conhecer o próprio corpo é muito importante e ter um parceiro sempre atento faz muita diferença também. Na mulher, os estímulos são sinestésicos, é o toque, é a fala, o cheiro da outra pessoa. Já no homem o principal estímulo é o visual. Para o homem, a questão limitadora que mais se discute está relacionada à potência sexual, já para mulher são questões relacionadas a lubrificação. O casal precisa dialogar muito e sempre sobre o assunto. Para os dois, os cuidados e o bom trato são fundamentais.

Senhores, conquistem no campo da mente e, senhoras relaxem

A relação já começa no bom dia, no olhar, na conversa, na presença e no momento. Todo o contexto é fundamental para a mulher, neste caso independentemente da idade. Assim como a ereção é necessária para homem, no ato da penetração sexual, a mulher precisa da lubrificação, que vem com as preliminares, porém, a estrutura vaginal é muito mais complexa.

O sexo é como uma cola na relação

cuidados dos idosos

Veja essa comparação, para enrijecer o pênis (como exemplo o pênis masculino médio em tamanho) é preciso 50ml de sangue, já para lubrificar a estrutura vaginal para receber este pênis, é preciso 500ml de sangue. São 10 vezes mais do que o homem precisa!

Esse fator tem mais peso na terceira idade pois, sem o preparo adequado a consequência é o ressecamento vaginal, que também é reforçado com o período da menopausa e queda hormonal, acarretando no desconforto sexual. Muitas mulheres não investem na proteção híbrida vaginal. Vale lembrar: manter a vagina lubrificada é importante para ter uma relação sexual de qualidade!

A mulher pode envelhecer e continuar sendo e se sentindo extremamente feminina

Ao longo do dia envolva seu parceiro em sua vida e rotina, para que ao final do dia um queira ao outro com intensidade. A conhecida DR também pode ser utilizada, se o casal tiver alguma dúvida ou dificuldade para resolver questões relacionadas podem também recorrer à terapia de casal.

Entendendo as fases do corpo e alguns cuidados na terceira idade

Quando falamos relação sexual na terceira idade, não estamos nos referindo apenas ao coito, ao ato sexual propriamente dito, incluímos aqui o carinho, o abraço, o beijo, dormir juntos e nus, todo o contexto é considerado nessa fase da vida, conhecida como a estação das perdas. O indivíduo já não é mais jovem, a genialidade não é a mesma, perde-se companheiros e pessoas queridas. E, no caso da mulher, ainda tem o corpo que sofre mudanças.

vida sexual dos idosos

A perda da libido na mulher varia muito, mas ocorre em torno dos 45 anos para frente, que é a menopausa. Já a andropausa ocorre em torno dos 65 anos.

Muitos acreditam também que, com a pós menopausa, não poderão ou conseguirão ter relação sexual, porém isto é mito. E, apesar de ser menos frequente, a relação sexual deve ser valorizada e estimulada, porque continua sendo muito importante na vida do casal.

A menopausa é a última menstruação, biologicamente significa a perda da capacidade fértil de produzir óvulos. A natureza é sábia ao definir que aos 50 anos se bloqueia a capacidade fértil e a produção de hormônio feminino. Com a informação, apesar de não mais ovular, as mulheres podem fazer a reposição hormonal para não sentir os efeitos da menopausa com as ondas de calor, ressecamento, cabelo, pele, ossos, envelhecendo de maneira mais saudável. Como solução são procuradas a terapia hormonal preparatória e a pós menopausa.

A andropausa parece ser mais lenta e com poucas consequências. Manter o equilíbrio nos pensamentos e buscar entender a fase e aceita-la é fundamental. É um novo ciclo na vida do homem e da mulher. Com isso, buscar novas formas e alternativas de se viver com as circunstâncias.

A vida sexual ativa também é remédio

Na falta de saúde plena, a doença traz envelhecimento, traz inflamação e degradação para o corpo. Os hormônios sexuais também têm função anti-inflamatória, se com a idade o indivíduo perde esses hormônios, o estrogênio e a testosterona, logo está mais susceptível a ficar doente. Com a reposição se busca evitar essas inflamações.

Entretanto, se falando de libido, na mulher a relação tem associação mais com comportamento sexual do que hormonal, mais complexa como já foi dito, são os estímulos que a despertam, de modo que o comportamento delas é mais neutro. Já o homem é auto motivador na produção de libido, com a testosterona.

Pesquisas mostram que na relação sexual usual, de 7 a 8 anos, as mulheres se tornam neutras, ou seja, precisam de estímulos mais interessantes. Cumplicidade, projetos e ajustes, diálogo e apoio mútuo podem ajudar.

casal de idosos saudavel

Com a possibilidade de novos parceiros na terceira idade, as mulheres se reinventam e reiniciam todo o processo, muitas vezes até com homens mais jovens ou da mesma faixa etária.

Fisiologicamente falando, existem recursos que podem ajudar mas, a principal barreira a ser vencida são os preconceitos e paradigmas relacionados a isso. Sempre é interessante procurar o seu médico para conversar.

Existem medicamentos para mulheres como estimuladores locais e para os homens o conhecido Viagra. A harmonia sexual na relação amorosa não precisa ser anulada ou existir apenas por obrigação, para isso o casal tem a criatividade a seu favor e pode se reinventar, neste momento ter intimidade é fundamental, e certamente fará com que a relação será mais prazerosa e mais saudável.

Cuidado com as DSTs

Já postamos no blog uma matéria que falava sobre o combate à aids e os idosos, leia aqui. Nesse contexto, também não podemos deixar de abordar sobre o assunto, as doenças sexualmente transmissíveis na terceira idade. Não é porque se tem a idade avançada que se pode negligenciar os cuidados, e, muitas vezes o que acontece na prática é isso: os homens mais velhos não se previnem com o uso da camisinha. Nas mulheres idosas o uso da camisinha feminina é ainda muito menor.

O uso do preservativo é extremamente indicado. É bom lembrar apesar de provavelmente não terem mais filhos, a prevenção deve ser mantida.

O acesso a informações, o aconselhamento individual ou até mesmo o acompanhamento terapêutico são algumas das opções para se discutir e tratar sobre o assunto.

 

Cuide-se! O retorno do tempo vem

Neste momento da vida a balança pesa. Todo o histórico dos hábitos reflete: a relação de massa e gordura corporal, o tabagismo, obesidade, esse resultado influencia também no apetite sexual. Fisiologicamente falando as alterações no corpo são relevantes e algumas vezes ocorrem bruscamente.

O tempo passa para todos, mas é importante estar atento ao auto olhar, como o idoso se olha e se vê no espelho com o tempo. Como lida com as mudanças no corpo.

A ruga assusta? A reflexão deve ser feita no sentido positivo, a gravidade ser vista como amiga, quem trouxe sabedoria, experiências e história de vida. Aceitar a realidade e pensar com otimismo faz toda diferença.

Geralmente, as mulheres se cobram mais, valorizam os seus defeitos. No homem, esse comportamento também é diferente, eles já se sentem mais plenos e bem resolvidos em sua masculinidade.

Mas para ambos, é fundamental investir em si mesmo:

  • Atividades físicas,
  • Atividades sociais – para que a relação afetiva respire em meio a outros relacionamentos afetuosos com amigos, parentes e familiares,
  • Ter uma alimentação saudável. Leia aqui, nossa matéria sobre nutrição para o idoso,
  • Cuidados com o corpo.

Lembrando que apenas o profissional da saúde qualificado poderá diagnosticar, tratar e acompanhar de forma consistente o paciente. Consulte seu médico, este texto não substitui a orientação do seu médico.

Para saber mais, acompanhe as notícias da Cuidar Center Care para os idosos, familiares e profissionais de saúde aqui no blog e também no Facebook e fale conosco sempre que precisar!

cuidado-paliativo

Você sabia que os cuidados paliativos vão muito além de cuidados físicos?

O sentido nobre para os cuidadores de idosos e profissionais da saúde ao trabalharem com cuidados paliativos

O processo do fim da vida deve ser cuidado da mesma maneira, ou até melhor, do que se trata a vida, e isso é feito com os cuidados paliativos. Esse assunto muitas vezes ainda é pouco falado ou estudado em nosso país. Para que você tenha ideia, o Brasil há alguns anos era o terceiro pior lugar do mundo para morrer, ficando atrás apenas de Uganda e Índia.

O profissional da saúde não pode tirar a dor da pessoa, mas pode amparar para que o paciente tenha dentro do possível, qualidade de vida antes da morte. O sofrimento que não é minimamente cuidado ou não tem a devida atenção pode gerar a vontade de morrer.

Quando estão limitadas as pessoas ficam muito mais sensíveis e, essa sensibilidade aumenta a percepção, vamos lembrar que estamos tratamento de relações humanas, então para elas é bem mais fácil perceber quando o cuidador ou profissional de saúde que a acompanha está minimizando a verdade ou não está ali presente e inteiramente dedicada no lugar, na rotina. Pense como deve ser importante para o idoso, ou a pessoa em cuidado, ter segurança e confiança de que está sendo bem cuidada e amparada.

Entenda o sentido de se fazer e ter o cuidado paliativo

O significado da palavra paliativo é eficácia momentânea e incompleta; meios ou métodos que trazem melhoras, mas não eliminam a causa.

O cuidado paliativo é a assistência à saúde que cuida do idoso ou pessoa em qualquer faixa etária, com doença grave, incurável, em progressão e ameaçando a continuidade da vida. É observada a perspectiva de vida (anos, meses, dias, horas) do paciente e tenta-se trabalhar com um tratamento multiprofissional que tem o objetivo de melhorar a qualidade de vida do paciente, não apenas física, mas inclusive de significados e sentido existencial.

Áreas fragilizadas

Quando o indivíduo sente a real percepção de que a morte está mais próxima, e essa percepção de fato acontece, quando ele sabe que a doença é grave, todos esses sentimentos trazem sofrimento para ele. O sofrimento:

  • Emocional – Busca entender o porquê da morte, doença estar acontecendo
  • Físico – O corpo e as dores
  • Familiar – A falta, o lugar não preenchido dessa pessoa
  • Social – Entre as pessoas da convivência saudável que podemos ser sem máscaras
  • Espiritual – O sentido de ser e a possibilidade e entrar no estado de amorosidade, essência do ser.

7

O sofrimento espiritual, muitas vezes subestimado deve ser considerado, apesar de ser pouco ou nada falado pelo profissional da saúde.

No fim da vida, independente do histórico da vida, a pessoa quando está próxima de morrer, vai entrar na essência do ser, no estado da amorosidade. E possibilitá-la a fazer alguns ajustes, nos últimos dias a pessoa não vai querer saber de dinheiro, carro, ela vai querer amar, se sentir amado, perdoar ser perdoado, agradecer, se despedir. O cuidador e toda a equipe de profissionais é quem pode orientar e dar suporte nesse sentido também.

Para ser tratado de maneira mais completa, o paciente normalmente vai precisar de uma equipe multidisciplinar. O bom profissional vai saber diagnosticar, ouvir e direcionar à outras especialidades. Além dos cuidados básicos, a perspectiva bem orientada ao cuidador de idosos, sabe que o foco do seu trabalho não está na doença do paciente, sabe que o mais importante é o indivíduo, aquela pessoa para o qual ele se propôs a cuidar.

“Olhar” para o paciente e não para a doença. Perceber anseios e necessidades, que muitas vezes não são ditas.

 

Conhecer o perfil do profissional de saúde é fundamental

A formação técnica, com boa qualificação, vocação e talento são fundamentais. E a empatia altamente aplicada e de forma equilibrada para ambas as partes. Além disso, a união familiar ajuda no processo do paciente, ao passo que o equilíbrio é percebido quando comparados tratamentos com e sem a participação de pessoas queridas próximas.

A origem da palavra paliativo vem do latim, Palium, que é o manto que era colocado nas costas dos cavalheiros para proteger das intempéries. Assim é a natureza da doença. O paliativo cuida, protege, mas não impede a doença. 

 

Classificação de cuidados

São considerados, basicamente, 4 níveis de cuidados paliativos:

  • Assistência ambulatorial,
  • Assistência domiciliar,
  • Ajustes rápidos,
  • Hóspice –  esse último já na fase final de vida.

Médico, enfermeiro, psicólogo, ou serviço social, por exemplo, podem compor uma equipe básica, mas para cada caso é estruturada uma equipe multidisciplinar.  Fisioterapeuta, terapeuta ocupacional, dentista, nutricionista, fonoaudiólogo, farmacêutico, podem ser chamados pontualmente. Existe também o profissional de capelania. No atendimento domiciliar, esses recursos humanos tendem a ser ampliados até que no hóspice, se tenha o máximo de pessoas envolvidas na equipe, dependendo do caso. Em outra postagem, leia aqui falamos sobre o processo de desospitalização, que ampara e monitora de forma constante o paciente.

5O cuidado paliativo não vai acabar com a dor, mas vai ajudar o paciente a retomar a sua vida. É a chance em vida, a oportunidade que aquela pessoa tem de acertar, fazer alguns ajustes em vida, entender e aceitar a morte antes de partir.

Durante os processos e tratamento, e equipe tem de estar preparada para fazer ajustes. Oque se busca é controlar a dor do paciente, a ajuda da terapia ocupacional, orientação para que o paciente ou idoso faça o gasto equilibrado de energia, processos de reabilitação, o autocuidado, e para cada caso usar a estratégia que serão saudáveis para a energia do paciente.

Ao contrário do que muitos dizem, os índices de estresse profissional de quem trabalha com cuidados paliativos é um dos mais baixos. Aí está a diferença de um bom profissional, ele vai entender que ele não trabalha com a morte, ele trabalha com pessoas em condições terminais realizando um trabalho ético e consistente, valorizando a vida, estando ali do lado. Ele trabalha com a vida.

Lembrando sempre que cada paciente é único, e apenas o profissional da saúde qualificado poderá diagnosticar, tratar e acompanhar de forma consistente o paciente. Consulte seu médico a respeito disso, cada caso é um e este texto não substitui a orientação do seu médico.

Deixe seu comentário e sua sugestão aqui no blog ou na nosso Facebook. Vamos continuar falando sobre esse e outros assuntos em nossas postagens. Acompanhe as notícias da Cuidar Center Care para os idosos, familiares e profissionais de saúde aqui no blog e também no Facebook.

animais-e-idosos

A ajuda de animais na qualidade de vida dos idosos

Veja como animais podem auxiliar no tratamento de pacientes e quais devem ser os cuidados.

 amimais-em-casaAnteriormente, postamos aqui no blog, uma série de textos sobre os profissionais qualificados que, juntamente com a família e o cuidador de idosos, vão melhorar a qualidade de vida dos idosos. São eles: o fisioterapeuta, o fonoaudiólogo, o podólogo e o nutricionista. Nesta nova série sobre o Bem-Estar dos idosos, nós vamos abordar outros temas como vida sexual, doenças psicológicas, como conviver com determinadas doenças crônicas e sempre ressaltando a importância da família e do cuidador para que a vida dos idosos seja sempre a melhor possível! Afinal, estamos falando da melhor idade!

Hoje, vamos abordar um assunto muito interessante que possui estudos comprovados de sua eficiência: o auxílio dos animais na melhora da qualidade de vida dos idosos. Algumas pessoas ainda duvidam dessa eficácia, de como o convívio com animais pode melhorar o tratamento de determinadas doenças e até mesmo fazer com que os idosos se sintam mais motivados e não venham a desenvolver doenças psicológicas, como a depressão entre outros. As dicas aqui dadas, deverão antes de tudo, ser discutidas com os profissionais que estão próximos ao paciente, com o próprio cuidador que estará preparado para administrar o tempo do idoso com o animal e com os diversos familiares. Tudo isso deve ser pensando e preparado, pois, animais também precisam de cuidados específicos. E é importante que todo o conjunto funcione bem, para que os resultados sejam melhores possíveis.

Estudos sobre a melhora da qualidade de vida

companhia-para-o-idoso Os estudos em relação à melhora da qualidade de vida com a presença dos animais não é novidade. Na verdade, já é um assunto discutido e debatido há pelo menos 10 anos, pois, desde então, sempre se encontra uma nova vantagem nesta convivência. Em 2002, um estudo realizado com pessoas de diferentes idades (entre 10 e 90 anos), mediu e comparou a frequência cardíaca e pressão arterial, em pessoas que conviviam com animais e pessoas que não conviviam. E o resultado não poderiam ser outro. Pessoas que tinham convívio com o animal tinham a taxas de frequência cardíaca e a pressão arterial mais baixa que pessoas que não conviviam. Em países como os Estados Unidos, existem sites específicos onde se podem encontrar instituições, que vão ajudar a selecionar o tipo de animal para cada caso de idoso. Eles, além de ajudar a selecionar o tipo de animal, ainda auxiliam na adoção do animal e algumas empresas na adaptação do animal com o idoso.

Aqui no Brasil, mais precisamente na nossa região, não foi encontrada nenhuma empresa com esta proposta. Mas a Cuidar Center Care está sempre atenta a estas novidades e sempre procurando por boas parceiras.

As principais razões para idosos terem contato com os animais

Os estudos sempre se deparam com os mesmos resultados e com as mesmas situações, quando o assunto é a influência dos animais na vida dos idosos. E todas as melhoras explicadas acima se devem justamente pelo envolvimento e pela troca de emoções que acontece entre os animais e os idosos. Vamos citar aqui 5 benefícios de se estar em contato com o animalzinho.

Companhia

Mesmo com o cuidador de idoso presente e com toda a família dando o apoio, em muitos casos o idoso pode se sentir sozinho e acabar desenvolvendo um quadro de solidão e depressão. A presença de um cão, por exemplo, pode ser o instrumento necessário evitar este tipo de acontecimento e alegrar a vida do idoso. Tudo isso acontece por que os cães nunca estão indisponíveis ou fora do seu horário de serviço. Além disso, ter um cão pode ajudar a moldar uma rotina e ajudar a melhorar a personalidade do paciente.

Ter uma rotina

Em casos em que o idoso esteja sofrendo de doenças que afetam a memória como o Alzheimer, ter uma rotina específica e que o ajude a associar horários com “deveres”, faz com que este responda melhor ao tratamento. Cuidar de um cão, por exemplo, não é algo tão complicado e ajudará a criar esta rotina.

Exercícios

Independentemente de qualquer idade ou situação, fazer exercícios regulares, faz do conjunto das regras para manter a saúde em dia, a presença de um animal, principalmente cachorros, auxiliam nesta tarefa. As vezes nem precisa sair da própria residência para fazer esta atividade, o próprio quintal de casa é um ótimo lugar! E os animais adoram!

Redução de Estresse

Idosos que possuem animais em casa, são menos estressados. Isto é comprovado cientificamente   em um estudo realizado com idosos que possuem um animal e que não possuem. O motivo desta redução de estresse ainda não foi solucionado, mas, pode ter várias razões, como a necessidade do exercício físico para ambos, ou a sensação que o idoso tem de ter um amigo para desabafar e enfrentar todos os desafios que a vida pode propor. Ou simplesmente seja a cauda abanando todos os dias quando você acorda.

Sensação de Segurança

Cachorros passam segurança, e esta sensação de que além do cuidador e da família, existe um guarda que está sempre disponível, faz com o que o idoso se sinta mais seguro. E isso acontece, mesmo que o seu grande guarda pese apenas 1 quilo.

Tudo precisa ser planejado

Ter um animal faz com que o idoso se sinta importante novamente e o animal demonstra isso de diversas maneiras. Entretanto, para que o animal seja o instrumento para o tratamento, é importante que a família discuta a ideia com o cuidador, para que juntos possam montar um plano, para que esta vantagem seja realmente uma vantagem e não mais uma situação na vida da família. Às vezes, nem é preciso que o animal more junto com o idoso, apenas algumas simples visitas já podem fazer uma grande diferença no que se refere ao bem-estar dele.
segurança-para-o-idosoAlém disso, é importante que exista empatia entre o idoso e o animal, fazendo-se necessário antes de tudo conhecer a personalidade do idoso e saber suas preferências e seus gostos.

 

A Cuidar Center Care está sempre atenta a estas situações, pois, acima de tudo, buscamos o que a própria família busca: qualidade de vida para o paciente. Mas lembre-se, antes de adotar, comprar ou receber visitas de um animal consulte seu médico a respeito disso, cada caso é um e este texto não substitui a orientação do seu médico.

Para saber mais, acompanhe as notícias da Cuidar Center Care para os idosos, familiares e profissionais de saúde aqui no blog e também no Facebook

A desospitalização do idoso e a home care

Razões pela qual a  desospitalização do idoso e a contratação de uma home care é uma alternativa viável.

Promover uma desospitaliação segura para os idosos, optando pela internação domiciliar com o cuidador ou com a equipe de profissionais recomendada pelo médico, oferecendo conforto e tranquilidade de uma home care, tem sido a opção de um número cada vez maior de famílias brasileiras, e apesar de ser uma opção nova no Brasil, países como os Estados Unidos já percebem esse tipo de serviço aderido ao estilo de vida, pois lá, ele já existe há mais de um século, ou seja, podemos olhar e perceber a importância de se ter qualidade e conforto ao longo da história do home care norte americano.

Optar pela desospitalização é escolher pelo melhor atendimento e cuidados para saúde, dispondo de monitoramento constante com estrutura moderna e os melhores equipamentos em casa. E, quando a decisão de se contratar os serviços de internação domiciliar é tomada, surge a figura do cuidador de idosos, como companheiro e profissional que presta o serviço de atendimento domiciliar.

equipamentos-home careCom a home care evita-se a permanência prolongada dentro dos hospitais, sem romper o tratamento e os cuidados necessários ao paciente, entretanto, para continuar a obter os bons resultados, da mesma forma que em um hospital, o paciente precisa estar cercado de profissionais capacitados, com o suporte de uma equipe multidisciplinar com a mesma qualidade, tecnologia e conhecimento.

Fazendo um paralelo entre os benefícios percebidos, podemos citar a diminuição dos riscos de infecção hospitalar, o atendimento próximo e humanizado ao paciente, a possível diminuição de complicações clínicas, a possível rapidez na recuperação de tratamentos específicos e redução de reinternações por questões que podem ser resolvidas no próprio domicílio.

É importante ressaltar que a desospitalização não significa dar alta precoce para o paciente, e sim humanizar seu processo de recuperação. Em casa, ele pode receber todo cuidado que necessita de profissionais especializados e com a atenção e apoio da família. Além disso, o atendimento prestado em domicílio equivale ao prestado no hospital, sem os riscos de um ambiente hospitalar.

Leia o outro artigo que publicamos sobre esse mesmo tema clicando aqui!

Para saber mais, acompanhe as notícias da Cuidar Center Care para os idosos, familiares e profissionais de saúde aqui no blog e também no Facebook

Os primeiros passos ao contratar um cuidador de idosos

Dicas importantes na hora de contratar um cuidador de idosos através de uma home care

Cada vez mais presente na mídia e dentro das nossas casas, o cuidador é a pessoa que vai se dedicar ao idoso em sua rotina diária, e, ao mesmo tempo tirar dos familiares aquela sobrecarga física e psicológica, uma vez que este é o profissional capacitado para tal função, por isso é fundamental que você seja criterioso na escolha.

Veja alguns tópicos para te ajudar no processo de contratação da home care:

  • Escolha criteriosamente –Procure informar-se sobre a empresa e o profissional que contratará porque o cuidador vai ficar com o idoso e é bastante comum que em alguns momentos o cuidador fique em casa apenas com o paciente, por isso é importante observar no dia a dia, depois que esta pessoa já estiver em casa como o paciente está reagindo aos cuidados.
  • Conhecimento técnico e afeto – É importante observar e perceber o paciente, além de dialogar sempre com o cuidador para que em nenhum momento, ele tenha alguma ação que comprometa o bem-estar e a qualidade de vida do idoso. Vale lembrar que o cuidado além de físico, também abrange a vida psicológica e emocional do paciente.
  • A rotina de trabalho do cuidador – O profissional vai auxiliar o idoso em sua rotina diária, por isso é importante saber tecnicamente como auxiliar ou locomover o idoso (da cama, cadeira de rodas, levar para caminhar…), levá-lo para tomar o banho, acompanhar os horários das medicações, auxiliar na hora a alimentação entre outras atividades.

Sempre que for possível converse com o idoso ou observe como ele está reagindo à presença do cuidador e, se perceber alguma alteração comportamental procure conversar e identificar o motivo de tal mudança. Para saber mais, acompanhe as notícias da Cuidar Center Care para os idosos, familiares e profissionais de saúde aqui no blog e também no Facebook

Nós cuidamos com afeto, pois sabemos que o conhecimento científico é indispensável, mas o carinho é fundamental. Entre em contato (31) 99478-0333

 

Dia Internacional das Pessoas com Deficiência visa direitos igualitários também para idosos

Dia 03 de dezembro é a data comemorativa da luta para inclusão das pessoas com deficiência em todo mundo. Considerando que muitos idosos, por circunstâncias diversas, são deficientes ou estão em condições similares, a Cuidar Center Care acredita na importância de conscientizar e entender essa questão no Brasil e no mundo.

Para quem não sabe, segundo o Decreto Nº 3.298, de 20 de dezembro de 1999, a deficiência pode ser definida como “toda perda ou anormalidade de uma estrutura ou função psicológica, fisiológica ou anatômica que gere incapacidade para o desempenho de atividade, dentro do padrão considerado normal para o ser humano”. De acordo com a ONU, cerca de 10% da população mundial possui algum tipo de deficiência e um dos maiores problemas dos portadores de deficiência é a discriminação sofrida por parte da população. Esse é, sem dúvidas, o motivo pelo qual essas pessoas sentem mais dificuldade para conviverem em sociedade de forma igualitária.

No caso do idoso, a questão é ainda pior, pois a idade avançada, as doenças que vem com ela e a deficiência podem aumentar ainda mais as dificuldades do dia a dia. Entretanto, é fundamental saber que todo cidadão, sendo ele idoso e portador de alguma deficiência ou não, tem – ou pelo menos deveria ter – o direito de ser acolhido e respeitado como qualquer outro ser humano.

Estabelecida desde 1998 pela ONU – Organização das Nações Unidas -, a data tem como objetivo gerar discussões sobre a situação das pessoas com deficiência, seus direitos e necessidades. A cada ano, o Dia Internacional das Pessoas com Deficiência tem um tema específico, que pauta as atividades e eventos deste dia. Em 2015 o tema em é “A inclusão importa: acesso e capacitação para pessoas de todas as habilidades”. Para nossos idosos, é exatamente sobre isso que devemos refletir – como proceder para incluí-los no cotidiano familiar, nas atividades diárias e como ressaltar suas habilidades para que sintam-se mais valorizados tendo, assim, uma vida mais longa e melhor.

Para saber mais, acompanhe as notícias da Cuidar Center Care para os idosos, familiares e profissionais de saúde aqui no blog e também no Facebook

Dia Mundial de Combate à AIDS e os idosos

O Dia Mundial da AIDS é realizado em 1º de dezembro de cada ano e é uma oportunidade para as pessoas, em todo o mundo, se unirem na luta contra o HIV. Hoje, avançados estudos científicos tem sido feitos no tratamento do HIV, existem leis para proteger o portadores do vírus e o acesso a informação para a prevenção é muito maior que em 1988, ano que deu início à campanha mundial. Mas quando o assunto é AIDS em idosos, o desafio da prevenção é maior para saúde pública. O número de idosos com a doença tem aumentado devido a alguns fatores como:

  • Envelhecimento da população, com um maior número de idosos que tem uma vida mais longa.
  • Aumento da sobrevida de quem vive com HIV.
  • Acesso à distribuição de medicamentos, o que faz com que as pessoas tenham uma qualidade de vida melhor, por mais tempo.
  • Melhora no tratamento das disfunções eréteis, o que prolonga o tempo de vida sexual dos idosos.

Entendendo a AIDS:

A AIDS, Síndrome da Imunodeficiência Adquirida, é o estágio mais avançado do HIV que ataca o sistema imunológico. Como esse vírus ataca as células de defesa do nosso corpo, o organismo fica mais vulnerável à diversas doenças, de um simples resfriado à infecções mais graves como tuberculose ou câncer. O próprio tratamento dessas doenças fica prejudicado. Saber precocemente da doença é fundamental para aumentar a sobrevida do infectado.

Há alguns anos, receber o diagnóstico da doença era uma sentença de morte. Mas, hoje em dia, é possível ser soropositivo e viver com qualidade de vida. Para que isso aconteça é imprescindível que a pessoa que passou por uma situação de risco procure imediatamente ajuda médica. Com esse auxílio o paciente poderá tomar os medicamentos indicados e seguir corretamente as recomendações médicas.

Mesmo com grandes avanços nas medicações, somente em 2014 1,2 milhões de pessoas morreram de AIDS no mundo, o que equivale a 2 pessoas por minuto. Apesar de tudo, a cada 20 minutos um brasileiro se contamina com o vírus HIV, segundo estimativas da UNAIDS, Órgão das Nações Unidas para a AIDS. Por isso, o Ministério da Saúde recomenda a população que faça o teste sempre que passar por alguma situação de risco e nunca abrir mão do uso de preservativo. Para os idosos, muitas vezes a utilização de preservativos vem com o medo da perda de ereção. De uma maneira geral a terceira idade conhece a camisinha apenas como anticonceptivo – e não como proteção contra doenças. Nesse aspecto, é fundamental quebrar o preconceito e entender a importância da prevenção. Ela é a melhor – ou única – saída, já que a doença não tem cura.

Para saber mais, acompanhe as notícias da Cuidar Center Care para os idosos, familiares e profissionais de saúde aqui no blog e também no Facebook

A desospitalização do idoso

Nos últimos anos, com o avanço da medicina e áreas afins como a enfermagem, e também com a evolução das técnicas de cuidado em domicílio, muitas famílias e até mesmo os próprios médicos tem apostado em uma melhor recuperação do idoso enfermo fora do ambiente hospitalar de forma segura e eficiente. A retirada do paciente do hospital, um dos serviços prestados pela Cuidar Center Care, é chamada de desospitalização e visa dar continuidade ao tratamento na sua própria casa, em um local mais aconchegante e amigável, onde ele fica próximo aos familiares e amigos.

Importante ressaltar que a desospitalização não significa dar alta precocemente para o paciente, e sim humanizar seu processo de recuperação. Em casa, ele pode receber todo cuidado que necessita de profissionais especializados e com a atenção e apoio da família. Além disso, o atendimento prestado em domicílio equivale ao prestado no hospital, sem os riscos de um ambiente hospitalar.

Além de gerar melhores resultados para o paciente e seus familiares, a desospitalização também é vantajosa para o hospital e para a comunidade como um todo. Quando um paciente é desospitalizado, há uma diminuição da permanência dos doentes no ambiente hospitalar e consequente aumento no número de leitos oferecidos aos que estão aguardando uma vaga para internação. Além disso, há uma redução de custos para o hospital sem afetar a saúde do paciente.

Para saber mais, acompanhe as notícias da Cuidar Center Care para os idosos, familiares e profissionais de saúde aqui no blog e também no Facebook

A importância da fisioterapia para o idoso

A fisioterapia é uma especialidade da saúde que utiliza técnicas de massagem, alongamento e ginástica, além do uso de aparelhos e equipamentos para prevenir e/ ou restaurar problemas físicos ou funcionais do paciente que possam ter sido provocados por má formação, por má postura, acidente ou alguma patologia. A fisioterapia pode ser útil em diversos momentos da vida, mas quando se trata do idoso sob acompanhamento, ela pode ser preventiva e/ ou pode atuar para reabilitação o paciente de complicações patológicas.

Com o tempo, o idoso pode apresentar rigidez e no caso de doenças como AVC, Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA), Alzheimer e outras de cunho neurológico, o resultado pode ser ainda pior, pois além da rigidez, o paciente perde a coordenação motora. O fisioterapeuta geriátrico, profissional especializado para atuar neste segmento, analisa as necessidades do paciente e elabora um planejamento com exercícios que vão prevenir e ajudar na recuperação dos movimentos, sejam eles de locomoção, deglutição, paralisias parciais ou qualquer outro que afete a autonomia do paciente. Além disso, o fisioterapeuta trabalha pernas, braços e outros membros, músculos e tendões, tratando assim as hérnias, as dores na coluna, fraturas de vértebras, entre outros.

Em casos de pacientes com problemas respiratórios, o fisioterapeuta atua com técnicas que visam a liberação das vias respiratórias, e com exercícios para aumentar a capacidade ventilatória dos pulmões, utilizando de aparelhos para a mobilização da secreção para facilitar a sua retirada. Se o paciente é acamado ou está imobilizado, esse tipo de fisioterapia é ainda mais importante, pois previne o aparecimento de complicações respiratórias.

Para saber mais, acompanhe as notícias da Cuidar Center Care para os idosos, familiares e profissionais de saúde aqui no blog e também no Facebook

Terapia ocupacional para idosos

A terapia ocupacional e a saúde do idoso

De maneira geral, as famílias e até mesmo o próprio idoso, acreditam que estar bem na terceira idade significa ter uma saúde boa – e isso realmente é uma verdade. Entretanto é fundamental dar atenção à parte psicológica, funcional e cognitiva do idoso para que ele possa realizar, pelo maior tempo possível, todas as suas atividades de maneira independente. É nessa demanda que entra o terapeuta ocupacional, ajudando a promover a saúde do paciente, facilitando a aprendizagem e o desenvolvimento de habilidades adaptativas que o tornem ativo e produtivo no dia a dia.

A terapia ocupacional é uma área da saúde onde se trabalha a reabilitação de pacientes que necessitam de cuidados físicos, sensoriais, psicológicos e/ou sociais, de modo a ampliar seu desempenho e participação social, através de instrumentos que envolvam a atividade humana. No trabalho com o idoso, esse profissional vai utilizar ferramentas psicopedagógicas, como jogos lúdicos e exercícios funcionais que ajudem o idoso a permanecer ativo e que exercitam a concentração, a sequência do pensamento, atenção e a capacidade de fazer escolhas como, por exemplo, a leitura, jogo de xadrez, bingo, palavras cruzadas, fazer uso de anotações, organizar o ambiente, fazer uso de listas, quebra cabeças, jogo da memória, caça palavras, entre outros.

Existem diversas linhas de trabalho, dependendo da formação do profissional. Mas fundamentalmente, o terapeuta ocupacional estimula o autoconhecimento para que o idoso possa desfrutar plenamente de suas capacidades remanescentes. Com esse tipo de terapia, o paciente trabalha a auto estima, aprendendo a lidar com suas limitações no relacionamento consigo mesmo e com a sociedade.

O trabalho do terapeuta ocupacional começa pela identificação das habilidades e das limitações funcionais do idoso. A partir daí são são elaborados o planejamento e a implementação do processo terapêutico, que deve acontecer em encontros semanais, seguido de reavaliações periódicas.

Para saber mais, acompanhe as notícias da Cuidar Center Care para os idosos, familiares e profissionais de saúde aqui no blog e também no Facebook

nutricao-para-idosos

A nutrição para o idoso

Com a chegada da terceira idade, por volta de 65 anos, o corpo começa a passar por alterações naturais do processo de envelhecimento. No que tange a parte da alimentação e nutrição, alguns pontos são relevantes:

  • o intestino de todo idoso sofre perda muscular, o que pode causar constipação, inflamação estomacal, crescimento bacteriano anormal, afetando a retenção de nutrientes pelo organismo.
  • a perda de alguns sentidos, como paladar, fazem com que o idoso tenha menos apetite e rejeite a ingestão de vários alimentos.
  • a diminuição de produção hormonal e o declínio de massa corporal são naturais, mas se não forem observadas e combatidas com atenção, podem afetar o funcionamento do corpo.

Estes e outros aspectos podem ser administrados com uma boa dieta e pelo acompanhamento adequado com um nutricionista. Somados ao exercício físico, a nutrição adequada consegue inclusive reverter alguns quadros de doenças que acometem o idoso.

O nutricionista com foco geriátrico tem formação em Nutrição e se especializa para lidar especificamente com esse público. Ele avalia o idoso e desenvolve um cardápio que contempla todas as suas necessidades, que se estende desde a prevenção de patologias até a reposição de nutrientes, com o objetivo de promover a qualidade de vida do paciente.

O acompanhamento feito pelo nutricionista deve ser mensal, porque dentro da dieta específica de cada paciente, o profissional troca e substitui alimentos, garantindo um equilíbrio nutricional com proteínas, gorduras, carboidratos, sais minerais, fibras, vitaminas e água – já que a parte da hidratação também afeta e muito o idoso.

Para saber mais, acompanhe as notícias da Cuidar Center Care para os idosos, familiares e profissionais de saúde aqui no blog e também no Facebook

pés de idoso

Cuidados com os pés do idoso

O cuidado com os pés está relacionado com a questão estética, mas também com a saúde, especialmente quando se trata do idoso. Com o processo de envelhecimento, os pés também começam a sofrer uma série de mudanças, ficando mais frágeis e suscetíveis a adquirir ou acentuar alguns problemas como joanetes, unhas encravadas, micoses, frieiras, calos e bolhas. O agravamento desses problemas pode provocar dores e até mesmo infecções – e é por isso que a Cuidar Center Care investe em um profissional especializado para atender especificamente esta demanda de seus pacientes.

Em casos mais graves, como pacientes que sofrem de diabetes, o pés merecem atenção redobrada. Em função da evolução da doença, muitas vezes o paciente pode ter que amputar total ou parcialmente o membro e, mais uma vez, é o podólogo quem deve acompanhar o caso, informando ao médico e à família sobre a evolução do quadro.

Como em todas as áreas que abrangem a saúde do idoso, o melhor é prevenir. Para o tratamento dos pés, o ideal é contratar um podólogo, profissional especializado nesse tipo de cuidado. Pelo menos uma vez ao mês, ele vai aparar as unhas corretamente, desbastar calos e calosidades, massagear e hidratar os pés, com o objetivo de evitar dores e desconforto plantar e ungueal. O atendimento deve ser feito em condições ideais de higiene, em ambiente limpo e com materiais e equipamentos esterilizados.

O podólogo deve ter curso técnico reconhecido pelo MEC e possuir conhecimentos diversos, como biossegurança, anatomia, cinesiologia, farmacologia, além de saber reconhecer e diagnosticar diversas enfermidades associadas aos pés como a própria diabetes, a hipertensão, a hanseníase, problemas arteriais, entre outros, podendo inclusive recomendar ao paciente que seja encaminhado para um médico especialista.

Para saber mais, acompanhe as notícias da Cuidar Center Care para os idosos, familiares e profissionais de saúde aqui no blog e também no Facebook

Mês do idoso

Conheça os profissionais que cuidam do idoso

Em diversas áreas da saúde existem diversos especialistas que atendem à diferentes demandas. Na área de atenção geriátrica, foco de atuação da Cuidar Center Care, e também em atendimento pós cirúrgico e reabilitação, existem 3 tipos de profissionais envolvidos nas atividades diárias do paciente. São eles: cuidadores de idosos, técnicos de enfermagem e enfermeiros.

Antes de contratar um auxiliar, é fundamental entender a diferença entre os profissionais. O cuidador de idosos não tem, necessariamente, que apresentar uma formação superior, entretanto passa por uma série de cursos e especializações para administrar e auxiliar em situações diárias com o paciente.

Entre as funções do cuidador estão a administração de medicamentos e cuidados preventivos de saúde sob supervisão de um profissional especializado. Além disso, o cuidador auxilia nas atividades diárias, como rotinas de higiene pessoal, ambiental, de nutrição e locomoção. É papel deste profissional prestar apoio emocional e promover a convivência social do idoso.

Já o técnico de enfermagem passa por um curso com duração média de 2 anos, e está apto principalmente a atender pacientes de média e alta complexidade. Esse profissional pode fazer procedimentos mais simples e pequenas intervenções, e dependendo de sua especialização, pode atender em casa e atuar no segmento hospitalar.

O enfermeiro é formado em um curso que dura 5 anos e pode se especializar em saúde do idoso. Este profissional está preparado para prestar atendimento a pacientes que apresentam um quadro mais grave e consegue realizar procedimentos mais complexos, além de supervisionar equipes compostas por auxiliares e técnicos. Sua atuação pode ser em casa e também hospitais, inclusive em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs).

Para saber mais, acompanhe as notícias da Cuidar Center Care para os idosos, familiares e profissionais de saúde aqui no blog e também no Facebook

Mês do idoso

Mês do idoso na Cuidar Center Care

O Dia Mundial do Idoso é 1o de outubro – data em que foi instituído, em 2003, o Estatuto do Idoso – mas setembro é o mês de celebração daqueles que hoje são conhecidos como pessoas da Terceira ou Melhor Idade. É neste período quem, em várias cidades do mundo, são levantadas e debatidas questões acerca dos idosos, como políticas de proteção e segurança, entre outros temas que afetam diretamente a qualidade de vida de quem já passou dos 60 anos.

Abrimos o blog da Cuidar Center Care exatamente neste mês e vamos abordar assuntos relevantes, como a importância da serviços complementares como nutrição, da fisioterapia, da fonoaudiologia e outras profissões que, associadas à geriatria e gerontologia, resultam em maior longevidade e melhor qualidade de vida para os idosos. Levantamos também a questão da atenção da família e do idoso, do ambiente onde ele está inserido e os cuidados no dia a dia que podem evitar acidentes e incidentes dentro e fora de casa.

Com relação ao mês do idoso, vale lembrar que já são 12 anos de vigência do Estatuto do Idoso, quando o Brasil começou a incorporar em sua legislação uma série de resoluções de organizações internacionais, como a Organização das Nações Unidas (ONU) e a Organização Mundial da Saúde (OMS). Essas resoluções dizem respeito aos direitos dos idosos no que tange às questões ligadas à saúde, convívio familiar, abandono, sexualidade, aposentadoria, entre outras, e são regidas por dois princípios que são:

 Autorrealização:

  • Aproveitar as oportunidades para o total desenvolvimento das suas potencialidades;
  • Ter acesso aos recursos educacionais, culturais, espirituais e de lazer da sociedade;

 Dignidade:

  • Poder viver com dignidade e segurança, sem ser objeto de exploração e maus-tratos físico ou mentais;
  • Ser tratado com justiça, independentemente da idade, sexo, raça, etnia, deficiências, condições econômicas ou outros fatores.

Para saber mais, acompanhe as notícias da Cuidar Center Care para os idosos, familiares e profissionais de saúde aqui no blog e também no Facebook