nutrientes para o organismo

Alimentação: O que comer na terceira idade?

Descubra o que é bom adicionar a sua alimentação quando se chega à terceira idade

Uma boa alimentação pode contribuir para prolongar a expectativa de vida, evitar doenças e dar disposição para realizar as atividades do dia a dia. Já falamos aqui no blog que um dos profissionais que devem ser sempre consultados é o nutricionista e você confere aqui por que este é um dos profissionais mais importantes para quem já se adentrou à terceira idade. Hoje, no entanto, iremos te ajudar a entender e reconhecer os melhores nutrientes para serem consumidos na terceira idade. Então, vamos lá, falar sobre esse assunto novamente e trazer conteúdo exclusivo com o tema alimentação para que você entenda um pouco mais sobre isso.

Quando a alimentação é balanceada, evita-se diversos tipos de doenças como: diabetes, hipertensão, acidentes vasculares, a obesidade (que também falaremos futuramente), entre diversos outros tipos de doenças. Isso é possível por que a ingestão de alguns nutrientes auxiliam o corpo a desenvolver suas funções de forma mais efetiva. Mas então, quais são os melhores nutrientes para se consumir na terceira idade?

leite fonte de cálcio

Principal representante do Cálcio

Cálcio: Quando se fala em terceira idade, o primeiro problema que as pessoas pensam é o desgaste ósseo e este é realmente um dos problemas enfrentados por quem está na terceira idade. O principal problema neste caso é por exemplo, o aparecimento da osteoporose (perda acelerada de massa óssea, que ocorre durante o envelhecimento). Incluir na dieta alimentos que contenham cálcio como leite, tofu, brócolis, sardinha, espinafre, semente de gergelim, quinoa, entre outros é fundamental. Eis uma situação importante: quando pensamos no cálcio, realmente pensamos logo nos ossos e na osteoporose, porém, é importante ressaltar que além de estar relacionado ao sistema ósseo, a presença do cálcio é extremamente importante para o funcionamento cardíaco e para a saúde do cérebro. Sendo esse, o nosso primeiro nutriente que deve ser consumido.

 

Zinco: Se o cálcio auxilia no fortalecimento dos ossos, no funcionamento cardíaco e auxilia o cérebro, o zinco faz com que o idoso não perca sua imunidade, que nada mais é, do que a defesa natural do corpo contra vírus e entre outros. O que acontece é que com o passar dos anos, é comum que a pessoa, que está no processo de envelhecimento perca naturalmente a sua imunidade. Justamente por isso, é extremamente recomendável o consumo de alimentos ricos deste nutriente. Estes alimentos são: ostras, camarão, carne de vaca, frango e de peixe, fígado, gérmen de trigo, grãos integrais como o arroz, castanhas, cereais, legumes e tubérculos. Além disso, o zinco tem ação antioxidante, que desacelera o envelhecimento das células. Mas cuidado: o consumo de muitos destes produtos devem ser moderados, como por exemplo, a carne vermelha (carne bovina).

Fibras: Uma das reclamações, que acontecem quando se chega à terceira idade é que o intestino passa a não funcionar como deveria. E realmente, este é um problema que a acontece com a chegada da idade, fazendo com que ocorra mais frequentemente problemas relacionados à constipação intestinal (conhecido também como prisão de ventre). Para auxiliar o intestino neste trabalho, o consumo de fibras se torna fundamental. Encontramos a fibra em vários alimentos como: linhaça, farelo de trigo, farinha de arroz e farinha de aveia que pode ser acrescentados às frutas ou no mingau.

Fontes de Omega3

Peixes são fontes de Omêga-3

Ômega-3: Os chineses e japoneses são considerados mais inteligentes e têm uma expectativa de vida superior a do restante da população em geral. Muitos associam esta situação ao consumo diário, em suas alimentações, essencialmente do peixe. Toda a crença em torno disso, se dá por que o ômega-3 presente nos peixes em geral como sardinha, salmão, atum e, hoje também em cápsulas de óleo de peixe, estimula as células nervosas, prevenindo doenças como: o mal de Alzheimer, Parkinson, depressão, perda de memória. Sendo assim, faz-se importante adotar o consumo deste nutriente na alimentação diária.

Vitaminas do Complexo B e Vitamina D: Vitaminas são extremamente importante na alimentação dos idosos. Estas duas tem ainda um peso maior, pois, enquanto a primeira (Vitamina dos complexo B) atua diretamente no sistema imunológico e no funcionamento do cérebro protegendo os tecidos da oxidação, e auxiliando no metabolismo de carboidratos, proteínas e gorduras, a segunda (Vitamina D) auxilia tanto na absorção do cálcio para agir diretamente no osso (ela ajuda a metabolizar o cálcio ingerido no osso). O consumo dessa vitamina é saudável para a pele e auxilia na absorção intestinal. Entretanto, o consumo exagerado das mesmas podem causar problemas, como mal estar. No caso, de uma overdose do consumo de vitamina do complexo B, pode apresentar desde erupções cutâneas, até elevar a pressão arterial. Enquanto, a Vitamina D em excesso pode gerar no idoso, problemas como: cálculos renais ou constipação intestinal. E isso acontece justamente pela elevada concentração de cálcio no organismo. É possível encontrar a Vitamina do Complexo B em alimentos como peixes, levedura de cerveja, fígado, castanhas, abacate e vegetais verdes, como couve e espinafre e a Vitaminas D pode ser adquirida pela exposição solar ou pelo consumo de cápsulas de óleo de fígado de bacalhau.

Potássio: Vários alimentos conseguem nos prevenir de diversas doenças como a hipertensão, o derrame entre outros. E saber que isto é possível por conta do consumo de alimentos ricos em potássio, faz com que repensamos a nossa alimentação. Para as pessoas que estão na terceira idade, estes elementos se tornam ainda mais importantes, já que é neste momento que estas doenças costumas atacar. Por isso o consumo deste nutriente é tão importante. E apenas para acrescentar, este nutriente ajuda também a combater a prisão de ventre. Os alimentos que são ricos em potássio são extremamente fáceis de achar e pode ser facilmente adicionado no cardápio. São eles: a banana, a soja, o damasco, o abacate, o iogurte, a ameixa, a melancia, feijões e ervilha.

Diante disto, é possível compreender por que uma alimentação saudável na terceira idade se faz tão necessário. A Cuidar Center Care, além de ter profissionais capacitados na área da nutrição, está sempre atenta a qualquer novidade nesta área e orienta e capacita constantemente a sua equipe e os seus cuidadores no suporte, para auxiliar os familiares dos idosos a incluir tais nutrientes em suas alimentações. Hoje em dia, a cada momento, temos a certeza de que para viver melhor e mais é necessário comer bem. Prevenção para uma vida com longevidade saudável e mais feliz, conte conosco para isso.

Consulte seu médico. Nenhuma pesquisa na internet vai substituir a orientação do profissional.

Para saber mais, acompanhe as notícias da Cuidar Center Care para os idosos, familiares e profissionais de saúde aqui no blog e também no Facebook e fale conosco sempre que precisar!