casal idosos feliz

Vamos falar sobre sexo e cuidados na terceira idade?

Você sabia que é comum entre os idosos de setenta e poucos anos  ter vida sexual ativa e que alguns cuidados devem ser tomados?

Educação sexual e autoconhecimento devem ser cultivados e estimulados o quanto antes e de forma preventiva: ter uma boa alto estima, aprender a aceitar o próprio corpo e não ficar alimentando tabus são alguns cuidados que devem ser observados. É comum ver mulheres e homens, a partir dos 50 anos, não terem mais vida sexual ativa. E, casais que passam a ter apenas uma relação social, sem o sexo.

As sensações mudam, os estímulos são percebidos de outra maneira, o sexo na terceira idade não passa a ser melhor ou pior, ele fica diferente, pois apesar da idade, toda relação sexual é semelhante. Então,essa deve ser considerada como uma nova fase, em que o casal vai buscar entendimento, é o começo do sexo com maturidade, e não o fim.

Entretanto, também pode ser que o idoso não sinta mais desejo sexual, isso também pode acontecer, mas vale lembrar é o mais aceitável é que o desejo continue, pois ele é inerente à natureza humana.

casais idosos dados

Conhecer o próprio corpo é muito importante e ter um parceiro sempre atento faz muita diferença também. Na mulher, os estímulos são sinestésicos, é o toque, é a fala, o cheiro da outra pessoa. Já no homem o principal estímulo é o visual. Para o homem, a questão limitadora que mais se discute está relacionada à potência sexual, já para mulher são questões relacionadas a lubrificação. O casal precisa dialogar muito e sempre sobre o assunto. Para os dois, os cuidados e o bom trato são fundamentais.

Senhores, conquistem no campo da mente e, senhoras relaxem

A relação já começa no bom dia, no olhar, na conversa, na presença e no momento. Todo o contexto é fundamental para a mulher, neste caso independentemente da idade. Assim como a ereção é necessária para homem, no ato da penetração sexual, a mulher precisa da lubrificação, que vem com as preliminares, porém, a estrutura vaginal é muito mais complexa.

O sexo é como uma cola na relação

cuidados dos idosos

Veja essa comparação, para enrijecer o pênis (como exemplo o pênis masculino médio em tamanho) é preciso 50ml de sangue, já para lubrificar a estrutura vaginal para receber este pênis, é preciso 500ml de sangue. São 10 vezes mais do que o homem precisa!

Esse fator tem mais peso na terceira idade pois, sem o preparo adequado a consequência é o ressecamento vaginal, que também é reforçado com o período da menopausa e queda hormonal, acarretando no desconforto sexual. Muitas mulheres não investem na proteção híbrida vaginal. Vale lembrar: manter a vagina lubrificada é importante para ter uma relação sexual de qualidade!

A mulher pode envelhecer e continuar sendo e se sentindo extremamente feminina

Ao longo do dia envolva seu parceiro em sua vida e rotina, para que ao final do dia um queira ao outro com intensidade. A conhecida DR também pode ser utilizada, se o casal tiver alguma dúvida ou dificuldade para resolver questões relacionadas podem também recorrer à terapia de casal.

Entendendo as fases do corpo e alguns cuidados na terceira idade

Quando falamos relação sexual na terceira idade, não estamos nos referindo apenas ao coito, ao ato sexual propriamente dito, incluímos aqui o carinho, o abraço, o beijo, dormir juntos e nus, todo o contexto é considerado nessa fase da vida, conhecida como a estação das perdas. O indivíduo já não é mais jovem, a genialidade não é a mesma, perde-se companheiros e pessoas queridas. E, no caso da mulher, ainda tem o corpo que sofre mudanças.

vida sexual dos idosos

A perda da libido na mulher varia muito, mas ocorre em torno dos 45 anos para frente, que é a menopausa. Já a andropausa ocorre em torno dos 65 anos.

Muitos acreditam também que, com a pós menopausa, não poderão ou conseguirão ter relação sexual, porém isto é mito. E, apesar de ser menos frequente, a relação sexual deve ser valorizada e estimulada, porque continua sendo muito importante na vida do casal.

A menopausa é a última menstruação, biologicamente significa a perda da capacidade fértil de produzir óvulos. A natureza é sábia ao definir que aos 50 anos se bloqueia a capacidade fértil e a produção de hormônio feminino. Com a informação, apesar de não mais ovular, as mulheres podem fazer a reposição hormonal para não sentir os efeitos da menopausa com as ondas de calor, ressecamento, cabelo, pele, ossos, envelhecendo de maneira mais saudável. Como solução são procuradas a terapia hormonal preparatória e a pós menopausa.

A andropausa parece ser mais lenta e com poucas consequências. Manter o equilíbrio nos pensamentos e buscar entender a fase e aceita-la é fundamental. É um novo ciclo na vida do homem e da mulher. Com isso, buscar novas formas e alternativas de se viver com as circunstâncias.

A vida sexual ativa também é remédio

Na falta de saúde plena, a doença traz envelhecimento, traz inflamação e degradação para o corpo. Os hormônios sexuais também têm função anti-inflamatória, se com a idade o indivíduo perde esses hormônios, o estrogênio e a testosterona, logo está mais susceptível a ficar doente. Com a reposição se busca evitar essas inflamações.

Entretanto, se falando de libido, na mulher a relação tem associação mais com comportamento sexual do que hormonal, mais complexa como já foi dito, são os estímulos que a despertam, de modo que o comportamento delas é mais neutro. Já o homem é auto motivador na produção de libido, com a testosterona.

Pesquisas mostram que na relação sexual usual, de 7 a 8 anos, as mulheres se tornam neutras, ou seja, precisam de estímulos mais interessantes. Cumplicidade, projetos e ajustes, diálogo e apoio mútuo podem ajudar.

casal de idosos saudavel

Com a possibilidade de novos parceiros na terceira idade, as mulheres se reinventam e reiniciam todo o processo, muitas vezes até com homens mais jovens ou da mesma faixa etária.

Fisiologicamente falando, existem recursos que podem ajudar mas, a principal barreira a ser vencida são os preconceitos e paradigmas relacionados a isso. Sempre é interessante procurar o seu médico para conversar.

Existem medicamentos para mulheres como estimuladores locais e para os homens o conhecido Viagra. A harmonia sexual na relação amorosa não precisa ser anulada ou existir apenas por obrigação, para isso o casal tem a criatividade a seu favor e pode se reinventar, neste momento ter intimidade é fundamental, e certamente fará com que a relação será mais prazerosa e mais saudável.

Cuidado com as DSTs

Já postamos no blog uma matéria que falava sobre o combate à aids e os idosos, leia aqui. Nesse contexto, também não podemos deixar de abordar sobre o assunto, as doenças sexualmente transmissíveis na terceira idade. Não é porque se tem a idade avançada que se pode negligenciar os cuidados, e, muitas vezes o que acontece na prática é isso: os homens mais velhos não se previnem com o uso da camisinha. Nas mulheres idosas o uso da camisinha feminina é ainda muito menor.

O uso do preservativo é extremamente indicado. É bom lembrar apesar de provavelmente não terem mais filhos, a prevenção deve ser mantida.

O acesso a informações, o aconselhamento individual ou até mesmo o acompanhamento terapêutico são algumas das opções para se discutir e tratar sobre o assunto.

 

Cuide-se! O retorno do tempo vem

Neste momento da vida a balança pesa. Todo o histórico dos hábitos reflete: a relação de massa e gordura corporal, o tabagismo, obesidade, esse resultado influencia também no apetite sexual. Fisiologicamente falando as alterações no corpo são relevantes e algumas vezes ocorrem bruscamente.

O tempo passa para todos, mas é importante estar atento ao auto olhar, como o idoso se olha e se vê no espelho com o tempo. Como lida com as mudanças no corpo.

A ruga assusta? A reflexão deve ser feita no sentido positivo, a gravidade ser vista como amiga, quem trouxe sabedoria, experiências e história de vida. Aceitar a realidade e pensar com otimismo faz toda diferença.

Geralmente, as mulheres se cobram mais, valorizam os seus defeitos. No homem, esse comportamento também é diferente, eles já se sentem mais plenos e bem resolvidos em sua masculinidade.

Mas para ambos, é fundamental investir em si mesmo:

  • Atividades físicas,
  • Atividades sociais – para que a relação afetiva respire em meio a outros relacionamentos afetuosos com amigos, parentes e familiares,
  • Ter uma alimentação saudável. Leia aqui, nossa matéria sobre nutrição para o idoso,
  • Cuidados com o corpo.

Lembrando que apenas o profissional da saúde qualificado poderá diagnosticar, tratar e acompanhar de forma consistente o paciente. Consulte seu médico, este texto não substitui a orientação do seu médico.

Para saber mais, acompanhe as notícias da Cuidar Center Care para os idosos, familiares e profissionais de saúde aqui no blog e também no Facebook e fale conosco sempre que precisar!

4 respostas

Os comentários estão fechados.